Itália: derrota animadora?