São Paulo e Palmeiras: diferentes