Britânico se envolveu em confusão com David Haye em entrevista coletiva e teria ameaçado dar um tiro no desafeto

selo

A polícia de Munique prendeu o peso pesado britânico Dereck Chisora depois dele protagonizar uma briga com o compatriota David Haye , ex-campeão da AMB (Associação Mundial de Boxe), em uma entrevista coletiva após a l uta no combate de sábado contra o ucraniano Vitali Klitschko .

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Chisora e o treinador Don Charles foram detidos no domingo em um aeroporto de Munique e retidos para serem interrogados, disse o porta-voz policial Gottfried Schlicht. "Depois decidiremos se seguiremos adiante", disse Schlicht, se referindo a possíveis punições. Schlicht explicou que a polícia procurou Haye, que não estava no hotel. "Não sabemos onde está", disse.

Leia também: Dereck Chisora briga com David Haye em coletiva de imprensa

O jornal Sueddeutsche Zeitung, de Munique, informou que Haye se dirigiu ao aeroporto após a luta e tomou um voo pela manhã. A polícia considera a abertura de processos por agressão física e ameaça. Durante a confusão, Chisora teria ameaçado dar um tiro em Haye.

Veja ainda: Vitali Klitschko derrota rival polêmico e mantém cinturão

Os britânicos trocaram golpes depois que o primeiro perdeu para Chisora por decisão unânime para Vitali Klitschko em seu combate pelo título do Conselho Mundial de Boxe. Chisora ironizou a derrota de Haye para Wladimir Klitschko, no ano passado. Eles discutiram até Chisora arremessar uma garrafa d'água em Haye. Em seguida, eles trocaram socos.

E mais: Chisora é multado por tapa em Klitschko

Haye também lutou com membros da equipe de Chisora, incluindo o treinador Adam Booth, que sofreu um sangramento na cabeça. Os seguranças tiveram dificuldades para conter a briga, enquanto a polícia chegava ao local. Polêmico, Chisora deu um tapa em Vitali Klitschko na sexta-feira durante a pesagem .

Veja o vídeo da confusão entre Chisora e Haye:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.