Incidente com rede de televisão da Suíça foi relatado para a Fifa. País será sede da Copa do Mundo de 2022

selo

Uma rede de televisão suíça revelou que dois jornalistas foram detidos no Catar quando realizavam uma matéria sobre o futebol no país, que foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2022. O incidente foi relatado para a Fifa. A RTS disse que o incidente foi uma "violação grave da liberdade de imprensa".

A RTS explicou que o repórter Christophe Cerf e o cinegrafista Yvan Thorimbert foram parados no dia 1º de abril, algemados e interrogados em delegacias em Mesaieed e Wakra. A rede explicou que um juiz em Doha multou os jornalistas, confiscou as câmeras e os deteve no hotel.

O embaixador da Suíça no Kuwait interveio e recuperou as câmeras depois de 13 dias e conseguiu a liberação dos profissionais. A RTS disse que seus jornalistas tinham garantias prévias de diplomatas do Catar em Genebra de que poderia filmar livremente no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.