Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Yao Ming: ''Não sei nem se poderei jogar novamente''

Pivô chinês admite temer futuro de sua carreira e vê filha de um ano de idade como motivação para voltar às quadras

iG São Paulo |

As glórias e lesões sempre andaram lado a lado na carreira de Yao Ming. O pivô tornou-se ídolo do Houston Rockets em uma carreira de oito temporadas na NBA. No entanto, os problemas físicos fazem com que o atleta mais adorado da China tenha dúvidas sobre a continuação de sua trajetória profissional.

Getty Images
Yao Ming tenta arremesso marcado por Pau Gasol
“Eu não sei se vou jogar em um time campeão no futuro”, disse Yao, que se recupera de uma cirurgia para reparar uma fratura no tornozelo esquerdo . “Não sei nem se poderei jogar novamente”.

Logo após a cirurgia, o pivô chegou a cogitar anunciar aposentadoria . O que vem impedindo sua decisão de deixar as quadras é Amy, sua filha de um ano de idade. Nos últimos meses, ela se tornou sua motivação no processo de reabilitação física.

“Eu desejo que ela possa me ver jogar e até vencer um campeonato”, afirmou. “Não quero que só veja o pai jogar por vídeos. Ela é definitivamente minha grande motivação para continuar, apesar do meu pé ainda precisar de muito tratamento”.

As palavras do jogador de 2m28 são uma decepção para a seleção chinesa. Há cerca de um mês, o capitão do time, Liu Wei, disse estar esperançoso de que Yao teria condições físicas de compor o grupo que disputará o Campeonato Asiático de Basquete , em setembro.

Sobre sua situação física, o atleta acredita que recuperar sua força é o principal obstáculo pensando em um retorno às quadras. “Estou bem para andar e me movimentar, mas preciso recuperar 80% da minha força física para poder jogar”, explicou o pivô. “Atualmente, tenho só algo como 30% no máximo”.

O contrato de Yao com o Rockets termina ao fim desta temporada. Apesar de já ter dito que gostaria de renovar o vínculo e continuar na franquia do Texas , que agora será comandada por Kevin McHale , a incerta recuperação não dá chances para planos em longo prazo.

“Meu pensamento principal para os próximos 10 anos é cuidar da minha família e continuar minhas ações comunitárias”, falou. “Eu passei os melhores 10 anos da minha vida jogando e vivendo em Houston. Isso faz com que seja muito mais difícil dizer adeus”.
 

Leia tudo sobre: NBAYao MingHouston Rockets

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG