De acordo com o jornal Marca, o Zhejiang Guangsha teria oferecido 2 milhões de dólares (R$ 3,15 milhões) por mês

O locaute da NBA poderá fazer a China ver uma nova grande estrela da NBA em seus domínios depois da aposentadoria de Yao Ming. O armador Dwyane Wade, do Miami Heat, estaria estudando uma proposta que recebeu de uma equipe chinesa durante uma turnê que faz pela Ásia.

A informação é do diário espanhol Marca , que afirma que o time Zhejiang Guangsha fez uma oferta ao camisa 3 do Heat para que ele ficasse na China. De acordo com a publicação, ele receberia 2 milhões de dólares (R$ 3,15 milhões) por mês, e teria a possibilidade de abandonar o seu contrato a qualquer momento caso o locaute fosse paralisado.

A Federação Chinesa de Basquete, no entanto, poderia engrossar a ida de Wade para o país. A entidade mostrou incômodo em ser apenas um destino temporário para os atletas oriundos da NBA, e estuda restringir a entrada de jogadores da liga norte-americana no país.

Os donos das equipes locais, no entanto, vêm com bons olhos a chegada de esportistas vindos do basquetebol dos Estados Unidos. Nas últimas semanas, o armador Kobe Bryant e o ala-pivô Dirk Nowitzki também foram especulados no campeonato chinês de basquete.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.