Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Varejão tem ótima atuação, mas não impede derrota do Cleveland

Mesmo com double-double do brasileiro, o Cavs não conseguiu passar pelo Boston Celtics dentro de casa

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854363237&_c_=MiGComponente_C

O Boston Celtics passou com facilidade pelo Cleveland Cavaliers por 106 a 87 fora de casa e chegou à sua quarta vitória consecutiva. Apesar de ter saído de quadra derrotado, o brasileiro Anderson Varejão teve ótima atuação: atingiu um double-double ao somar 16 pontos e 12 rebotes, além de ainda ter dado três assistências e roubado duas posses de bola.

O destaque da vitória do Boston foi o armador Rajon Rondo, cestinha do jogo com 23 pontos e autor de 12 assistências. Outros dois atletas da equipe atingiram dois dígitos em dois fundamentos: os alas-pivôs Glen Davis (17 pontos e 11 rebotes) e Kevin Garnett (11 pontos e dez rebotes).

Getty Images
Anderson Varejão encara marcação do Boston; brasileiro fez 16 pontos

Varejão foi o melhor jogador do Cavs. O armador Daniel Gibson saiu do banco, acertou cinco dos seus arremessos de quadra que tentou e anotou os mesmos 16 pontos do brasileiro. Ramon Sessions, outro armador reserva, contribuiu com 14 pontos e quatro assistências.

A diferença no marcador se traduz no aproveitamento das equipes nos arremessos de quadra. O Cleveland teve índice de conversão de apenas 39%. O Boston, por sua vez, converteu mais da metade (50,6%) dos seus tiros.

Os mandantes ainda impuseram bastante resistência durante o princípio do confronto. Estiveram à frente do marcador nos primeiros minutos e encerraram o período inicial com dois pontos de vantagem (23 a 21).

Mas a defesa do Cavs não conseguiu encontrar respostas para o ataque do Boston, que anotou 35 pontos durante o segundo período. Dessa maneira, os visitantes assumiram a ponta do placar e foram para os vestiários já com dois dígitos de superioridade: 56 a 45.

A vitória do Celtics não chegou a ser ameaçada na segunda metade. O time seguiu controlando as ações da partida e não deu chances para que o adversário desse início a uma reação.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG