Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Toronto pode ser vendido para grupo de comunicação canadense

Transação envolveria também times de hóquei e futebol. Valor do negócio estaria na ordem de US$ 1,3 bilhão

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854389086&_c_=MiGComponente_C

O Toronto Raptors pode ser vendido a qualquer momento. O time de basquete canadense é parte do império Maple Leafs Sports and Entertainment (MLSE), cujo principal patrimônio é o time de hóquei Toronto Maple Leafs.

O grupo de comunicação Rogers fez uma oferta de US$ 1,3 bilhão para comprar o Raptors, o Maple Leafs, o Toronto FC (time de futebol), Toronto Marlies e do time de hóquei, assim, como o Leafs, mas que faz parte de uma espécie de segunda divisão do hóquei. A negociação inclui também o controle das televisões do Maple Leafs e do Raptors.

Divulgação
Imagem do Air Canadá Center armado para um jogo do Toronto Raptors

Se a transação for concluída, vai transformar o Rogers no mais poderoso grupo esportivo da América do Norte.

Pode acontecer, disse um alto executivo da indústria esportiva norte-americana e que pediu anonimato à reportagem do jornal Toronto Star, autor da matéria. Eu ouvi essa história de um alto executivo da Rogers e de um executivo mais alto ainda da MLSE.

Deborah Allan, assessora de imprensa da Rogers e do fundo de pensão Ontario Teachers Pension Plan, que também entraria no negócio, disse que não faz parte da política das empresas comentar esse tipo de coisa. Não vamos confirmar e nem negar, disse Deborah.

Leia tudo sobre: basquete - nba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG