Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Top 10: veja as melhores partidas da temporada regular da NBA

Depois de cinco meses e meio, fase de classificação chegou ao final nesta quarta-feira após 1.230 jogos e muitas emoções

João Henrique Olegario, IG São Paulo |

A temporada regular da NBA chegou ao seu final nesta quarta-feira. Foram 1.230 partidas disputadas em cinco meses e meio. Sobe e desce de equipes na Conferência Leste, San Antonio Spurs dominando o Oeste, Derrick Rose fazendo o Chicago Bulls bilhar e grandes clássicos. Muita coisa aconteceu e muitas partidas ficarão marcadas neste campeonato que agora espera pelos playoffs, que começam neste sábado.

O iG fez uma lista com os dez jogos mais importantes da temporada. Neles estão momentos importantes do badalado Miami Heat, clássico entre Boston Celtics e Los Angeles Lakers, show de Rose contra o Spurs e até partida disputada em Londres.

Confira:

nullBoston bate Miami na abertura da temporada

Após as polêmicas contratações de LeBron James e Chris Bosh e a renovação com Dwyane Wade, o Miami Heat entrou na temporada como a equipe mais badalada da liga. O ex-treinador Jeff Van Gundy, atualmente comentarista de televisão, chegou a dizer que o time da Flórida conseguiria quebrar a marca de 72 vitórias em um único campeonato registrada pelo Chicago Bulls em 1997/98.

Tanta especulação serviu para esquentar o clima para o primeiro jogo da temporada. E logo em seu primeiro desafio, o Miami teve pela frente o Boston Celtics. O Heat não resistiu ao melhor jogo dos atuais campeões da Conferência Leste e acabou derrotado na estreia por 88 a 80.

nullLeBron encara vaias da torcida do Cleveland e vence

Principal jogador do Cleveland Cavaliers nos últimos sete anos, LeBron James deixou o time de Ohio em uma polêmica negociação com o Miami Heat. O astro foi duramente criticado por especialistas, jogadores, treinadores e também por torcedores por abandonar o time que o draftou para se juntar a outros astros no time do sul da Flórida pela chance de conquistar o anel de campeão mais facilmente.

Fãs do Cleveland chegaram a queimar camisas do jogador. A revolta foi grande e no dia do jogo era possível ver muitos protestos contra o ex-atleta da equipe. Não adiantou. No retorno de James ao ginásio Quicken Loans Arena ele mostrou por que foi apelidado de "King James". Debaixo de muita vaia, o astro comandou a vitória do Heat por 118 a 90.

nullNa Europa, partida da NBA tem três prorrogações

Os torcedores europeus que acompanham a NBA puderam ver pela primeira vez na história um jogo de temporada regular disputado no "Velho Continente". O Toronto Raptors do brasileiro Leandrinho Barbosa encarou o New Jersey Nets em Londres no começo do mês de março.

Os fãs que acompanharam a partida aproveitaram bastante. Ela teve mais de três horas de duração, pois Toronto e New Jersey levaram o confronto para três prorrogações antes de o Nets superar o time de Leandrinho por 137 a 136. O jogo aconteceu na O2 Arena e teve 18,689 pagantes.

Leandrinho foi um dos destaques. O ala-armador brasileiro fechou o jogo com 22 pontos.

nullNo natal, Lakers perde para o Miami em casa

  A NBA costuma separar os jogos mais aguardados da temporada para o dia 25 de dezembro. A escolha gera opiniões divergentes na liga. Stan Van Gundy, treinador do Orlando Magic, adora a ideia. Já para Phil Jackson, comandante do Los Angeles Lakers, é uma falta de respeito com os envolvidos.

E P-Jax, como o técnico do Lakers é chamado, adquiriu mais um motivo para reclamar. No jogo de maior destaque na data, o Lakers foi amplamente dominado pelo Miami Heat. Mesmo jogando em casa, os atuais bicampeões da NBA não resistiram ao time da Flórida e acabaram superados por 96 a 80.

Para o Miami Heat foi a confirmação de que a equipe havia superado a instabilidade do começo da temporada. Já para o time de Los Angeles foi o começo de uma série de questionamentos que aconteceriam durante o campeonato.

nullRose brilha e comanda vitória do Bulls sobre o Spurs

Derrick Rose é o principal candidato ao prêmio de MVP (melhor jogador) da temporada. Com 22 anos, o jovem armador do Chicago Bulls fez uma ótima temporada e comandou sua equipe novamente não só ao topo da Conferência Leste como também no geral da NBA, algo que não acontecia desde os tempos de Michael Jordan.

No meio de tantos bons jogos, um deve ter sido especial para o ele. Rose simplesmente destruiu o San Antonio Spurs atuando diante dos f~as, no United Center. Foram 42 pontos (18 arremessos certeiros em 28 tentados) para o armador na partida do Bulls contra a até então melhor equipe da temporada.


nullCleveland acaba com a pior série da história

O Cleveland Cavaliers passou de melhor time nas últimas duas temporadas para a pior campanha da Conferência Leste. A saída de LeBron James fez a franquia de Ohio cair de 61 vitórias em 2010 para apenas 18 neste ano. O time do brasileiro Anderson Varejão, que perdeu boa parte do campeonato afastado por lesão no tornozelo, só não fez história indo de primeiro para último de um campeonato paa o outro por que o Minnesota Timberwolves conseguiu ser pior.

No entanto, nem tudo foi horrível para o Cleveland. Após amargar a pior série de derrotas da história da NBA (26), o Cavs venceu o Los Angeles Clippers  por 126 a 119. A partida foi emocionante e decidida apenas na prorrogação com grande atuação do armador Mo Williams. O triunfo certamente tirou um peso das costas da equipe. 

nullAllen faz história no clássico contra o Lakers

Quando se junta Los Angeles Lakers e Boston Celtics em uma quadra de basquete é o suficiente para termos um grande jogo. Se na partida um jogador tiver a possibilidade de alcançar uma marca histórica, então a combinação fica perfeita.

Foi o que aconteceu em um dos duelos entre os maiores campeões da NBA. No jogo disputado em Boston, Ray Allen ultrapassou a marca de 2.560 cestas de três pontos de Reggie Miller justamente no maior clássico da liga. A cada bola arremessada pelo jogador a torcida do Celtics ficava em pé.

No entanto, quem comemorou a vitória foi o Lakers. O time de Los Angeles conseguiu superar a euforia do rival para vencer por 92 a 86. 

nullSan Antonio atropela Miami Heat

Nada melhor do que um grande desafio para comprovar a força. Foi o que o San Antonio Spurs fez no primeiro encontro com o badalado Miami Heat no campeonato. O time do brasileiro Tiago Splitter tinha a melhor campanha da temporada e comprovou o bom desempenho não tomando conhecimento da equipe da Flórida.

Resultado? Vitória por 30 pontos de vantagem (125 a 95) com direito a todos os titulares no banco de reserva sendo poupados no período final. Contra os astros do Miami, o Spurs apresentou ótimo jogo coletivo. Oito jogadores marcaram pelo menos dez pontos na partida.



_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGCompVideo_C%2FMiG_Detalhe&_cid_=1300073626034&_c_=MiGCompVideo_CMiami consegue dar o troco no Spurs

O Miami Heat foi humilhado pelo San Antonio Spurs no primeiro encontro entre ambos. A força da equipe dos astros LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh voltou a ser questionada após ser dominada pelo até então time de melhor campanha na NBA. No entanto, o troco da franquia da Flórida não demorou a acontecer e veio exatamente na mesma moeda.

Após a derrota por 30 pontos em quatro de março, Miami e San Antonio se encontraram novamente dez dias depois. O Heat devolveu o revés pela mesma diferença de pontos. No jogo da Flórida, os donos da casa venceram por 110 a 80 com show de Chris Bosh.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGCompVideo_C%2FMiG_Detalhe&_cid_=1300073626135&_c_=MiGCompVideo_CKnicks e Celtics fazem jogo decidido com revisão da arbitragem

New York Knicks e Boston Celtics fizeram um jogo emocionante e que acabou apenas bem depois do cronometro zerado. Paul Pierce comandou a virada dos visitantes no Madison Square Garden e colocou sua equipe em vantagem quando faltava apenas 0,4 segundo.

No entanto, Amar'e Stoudemire ainda teve tempo para uma chance. O jogador conseguiu converter um arremesso de longa distancia para o Knicks. Seria a cesta da vitória. Mas após revisão dos árbitros o arremesso foi invalidado pois a bola saiu das mãos do jogador já com o tempo esgotado.
 

Leia tudo sobre: NBAMiami HeatBoston CelticsLos Angeles Lakers

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG