Gerente geral David Kahn entrou em contato com ''Coach K'', mas não teve sucesso. Bernie Bickerstaff segue como favorito ao cargo

O gerente geral do Minnesota Timberwolves, David Kahn, tentou uma manobra ousada. O executivo ofereceu o posto de treinador da franquia a Mike Krzyzewski, comandante da Universidade de Duke e da seleção dos EUA. O integrante do Hall da Fama, porém, recusou o cargo.

Getty Images
Mike Krzyzewski, técnico de Duke e dos EUA
“Ele tentou contratá-lo”, garantiu um confidente de Kahn. No entanto, a oferta pode ser considerada indigesta. Trocar Duke pelo Timberwolves seria sair de um posto que ocupa há 31 anos para assumir o elenco que fez a pior campanha da última temporada da NBA, com 15 vitórias e 67 derrotas.

Com a recusa do “Coach K”, a franquia volta a pensar em um substituto mais “realista” para Kurt Rambis . O nome favorito da equipe parece ser o veterano Bernie Bickerstaff, assistente técnico do Portland Trail Blazers. O profissional de 67 anos possui no currículo 414 vitórias e 512 derrotas comandando equipes da liga.

Um fator que favorece a contratação do experiente treinador é o fato de seu filho ser empregado do time. J.B. Bickerstaff foi auxiliar de Rambis e deverá ser mantido em um cargo da comissão técnica do pai.

Outro nome que estaria sendo analisado por Kahn é Lorenzo Romar, comandante da Universidade de Washington, que levou a instituição à seis Torneios da NCAA nas últimas nove temporadas.

O novo comandante do Timberwolves encontrará um elenco com reforços de peso para a próxima temporada. O time selecionou com a segunda escolha do "NBA Draft" deste ano o ala-pivô Derrick Williams e contratou o armador espanhol Ricky Rubio .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.