Pivô brasileiro atuou por apenas dez segundos durante o triunfo do Spurs sobre o Orlando Magic dentro de casa

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859555222&_c_=MiGComponente_C

O San Antonio Spurs recebeu o Orlando Magic no seu ginásio e levou a melhor por 106 a 97. A vitória foi a 12ª em 13 partidas disputadas, o que representa o melhor início de temporada da franquia em toda a sua história. Tiago Splitter teve pouco tempo de participação no confronto: foram apenas dez segundos em ação, no final da primeira metade.

O destaque da vitória do San Antonio foi o ala-armador Manu Ginobili. O argentino anotou 25 pontos, deu nove assistências e pegou seis rebotes. O armador francês Tony Parker também foi bem: alcançou o double-double com 24 pontos e dez assistências.

AP
Manu Ginobili em ação contra o Magic; argentino comandou vitória do Spurs

O principal destaque individual do confronto foi o pivô do Orlando Dwight Howard, que somou 26 pontos e 18 rebotes. Já o armador Jameer Nelson apareceu com 15 pontos e cinco assistências. Foi pouco, no entanto, para evitar o revés do time da Flórida.

O desempenho de Howard ajudou o Magic a apanhar mais rebotes do que o oponente durante o confronto: 40 a 31. Mas a equipe desperdiçou 16 posses de bola, contra apenas nove do San Antonio.

A partida foi bastante equilibrada. Tanto que o placar esteve empatado em 15 oportunidades e teve mudanças na liderança por 29 vezes. Uma cesta de Rashard Lewis a dois minutos e meio do fim deu um ponto de vantagem para o Orlando (95 a 94).

Mas o Spurs teve desempenho decisivo em seguida, sobretudo na tábua defensiva. Limitou o oponente a apenas mais dois pontos até o final do confronto, enquanto o ataque marcou 12 pontos. Foi esta corrida no encerramento do jogo que acabou definindo a vitória para o time da casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.