Tamanho do texto

Tom Thibodeau comemora retorno do seu pivô titular, mas espera que bom momento que o time atravessa na temporada não seja afetado

Após ter desfalcado o Chicago Bulls nos últimos 30 jogos por conta de uma cirurgia no polegar da mão direita, Joakim Noah retorna ao time nesta quarta-feira (23), para a partida diante do Toronto Raptors. O técnico Tom Thibodeau espera que a readaptação do pivô seja rápida e não interfira no bom momento que a equipe atravessa no campeonato.

“Assim como no início da temporada, o desafio é fazer com que todos estejam no mesmo ritmo”, disse Thibodeau. “Quando alguém retorna após um tempo parado, é a mesma coisa. Você não quer que o ajuste das peças seja um processo demorado”.

Antes de se lesionar, Noah acumulou médias de 14 pontos e 11,7 rebotes por partida na temporada. No entanto, o Bulls parece não ter sentido tanto a falta do seu pivô titular: foram 22 vitórias e apenas oito derrotas durante o período em que o atleta ficou de fora.

Thibodeau quer também evitar um possível excesso de confiança dos seus jogadores pelo fato de o time finalmente passar a contar com sua força máxima em quadra a partir de agora.

“O importante é não nos esquecermos de como chegamos até aqui”, disse o treinador, referindo-se à estrutura do time. “Temos que estar sempre prontos para jogar duro”.

A campanha que Chicago faz nesta temporada é a melhor desde 1998 – ano em que a franquia conquistou seu último título da NBA. Com 38 vitórias e 16 derrotas, ocupa a terceira posição da Conferência Leste e segue na cola dos líderes Miami Heat e Boston Celtics.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.