Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Splitter diz que Londres pesou para assinar com o Valencia

Pivô brasileiro afirmou que não poderia ficar parado esperando uma definição do locaute da NBA

EFE |

EFE
Tiago Splitter foi um dos destaques do Brasil no Pré-Olímpico
Depois de ter ajudado a seleção brasileira a voltar aos Jogos Olímpicos, com a conquista do vice-campeonato da Copa América, o pivô Tiago Splitter, que foi apresentado nesta segunda-feira como jogador do Valencia Basket, disse que optou por defender a equipe espanhola para ter ritmo e assim chegar bem em Londres.

Leia mais: Splitter se destaca em vitória na estreia pelo Valencia

"A seleção fez neste ano um trabalho espetacular. Era uma dos meus sonhos jogar a Olimpíada, porque o Brasil não disputa há 16 anos. Uma das razões pelas quais vim era porque queria jogar. Estar parado não me ajudava em nada", declarou Splitter durante sua apresentação.

O brasileiro, que estava parado por conta do locaute da NBA, declarou que está muito feliz por voltar ao basquete espanhol e disse estar convicto de que fez a escolha correta ao acertar com a equipe comandada pelo técnico Paco Olmos, apesar de ter recebido outras ofertas. "Estou muito contente de voltar à Espanha através de um grande clube como o Valencia. Tinha vontade de jogar, e este clube me proporcionou esta oportunidade. A única que posso prometer é me esforçar todos os dias para ajudar a equipe a melhorar e a vencer. Vou dar tudo por esta camisa", comentou.

Confira o melhor do basquete no blog do Fábio Sormani

Splitter sabe que muita gente no país, principalmente na cidade de Vitoria-Gasteiz, não ficou muito contente com sua decisão de defender o Valencia, já que durante seis anos, de 2004 a 2010, ele jogou pelo Baskonia. "Tenho muito carinho pelo Baskonia e seus trocedores, passei muito tempo ali e tenho muito que agradecer-lhes. Mas neste momento da minha carreira esta era a opção mais acertada e estou convencido 100% do que fiz. Tive outras opções, e tomei esta decisão com minha família", explicou o brasileiro.

O contrato do pivô com o Valencia é de um ano, mas está condicionado ao locaute. Caso a NBA volte a ser disputada, ele terá que se reapresentar ao San Antonio Spurs. "Há duas semanas, passava o dia todo olhando a internet lendo sobre o locaute. Diziam que amanhã estaria regulado, depois que estaria depois de amanhã e me cansei da situação. Desde que estou aqui, pouco acessei a internet, estou focado para me adaptar ao Valencia o mais rápido possível", declarou. Splitter revelou que durante estes meses treinou em San Antonio com outros jogadores dos Spurs, mas reconheceu: "não é a mesma coisa que jogar porque o ritmo de competição só se adquire jogando. Não me vejo 100% ainda, mas espero alcançar a melhor forma em breve", concluiu o brasileiro.
 

Leia tudo sobre: basquetetiago splitterlondres 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG