Mike Brown revela que já teve breves conversas com o atleta por telefone e não se chateia com a recusa em comentar sua contratação

A contratação de Mike Brown como novo treinador do Los Angeles Lakers não era esperada por alguns dos jogadores do elenco. Fazendo campanha em favor da efetivação do assistente Brian Shaw , o ala-armador Kobe Bryant foi um dos que não receberam bem a notícia e se recusou a comentar a decisão da franquia .

No entanto, a aparente rejeição e do melhor jogador do time não incomoda o recém-chegado. “Eu estou mais do que ok com isso”, afirmou, enquanto assistia ao “NBA Draft” e acompanhava futuros reforços e adversários sendo selecionados. 

Brown ainda disse que o “silêncio” de Kobe sobre sua contratação não impediu que ambos tivessem algumas conversas, por telefone, onde abordaram assuntos variados. “Nós falamos um pouco sobre ataque, também sobre defesa, sobre as famílias um do outro”, explicou. “Apenas coisas básicas”.

O treinador não se limitou apenas a falar com o astro da equipe. Desde que foi contratado, ele procurou conversar e conhecer um pouco mais de cada um dos integrantes do elenco. A oportunidade precisa ser aproveitada, pois, se houver uma greve geral na liga , o técnico fica impedido de fazer qualquer contato com os atletas.

“Eu estou tendo a chance de conversar cara a cara ou por telefone com eles e tem sido uma boa transição”, disse. “Nós estamos tentando nos conhecer. Eu não sei quem são eles direito e eles não sabem quem sou muito bem. Então, estamos tentando construir um relacionamento com base no respeito mútuo”.

Brown chegou ao Lakers com a grande responsabilidade de substituir o lendário Phil Jackson, que anunciou aposentadoria após a eliminação do time dos playoffs desta temporada . Anteriormente, o técnico de 41 anos comandou o Cleveland Cavaliers e conquistou o título da Conferência Leste em 2007.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.