Processo de naturalização do ala-pivô congolês será finalizado nos próximos dias, permitindo que participe do Eurobasket

A seleção espanhola recebeu uma ótima notícia na manhã desta sexta-feira: o processo de naturalização do congolês Serge Ibaka será finalizado nos próximos dias. Com isso, o ala-pivô poderá jogar pela equipe no Eurobasket da Lituânia, que começa em setembro e servirá como torneio qualificatório para as Olimpíadas de Londres-2012.

Getty Images
Serge Ibaka, ala-pivô da seleção espanhola
O jogador do Oklahoma City Thunder iniciou o processo de naturalização no ano passado, mas trâmites legais complicaram o andamento do caso. Nesta semana, o Conselho dos Ministros do país aprovou seu pedido e quase finalizou o processo. Agora, Ibaka só precisa fazer o juramento à constituição para ter o nome publicado no boletim do estado e ser considerado espanhol.

“Hoje é um dia muito feliz para mim”, disse o ala-pivô, ao saber da notícia. “Ter a oportunidade de devolver a este país tudo o que me deram dá muito orgulho. Eu quero agradecer todas as instituições envolvidas pela ajuda que me deram para que este momento fosse possível. Agora, só espero poder ajudar a seleção em tudo o que puder”.

Ibaka chegou à Espanha com 17 anos, após apenas dois anos jogando profissionalmente no basquete congolês. Em três temporadas no país, ganhou notoriedade com a camisa do Manresa e foi escolhido na primeira rodada do “NBA Draft” de 2008 pelo Thunder.

O ala-pivô foi a grande surpresa da lista do treinador Sergio Scariolo para o Eurobasket , divulgada no fim de junho. No entanto, segundo José Luis Sáez, presidente da Federação Espanhola de Basquete, a aposta tem valido a pena pelo empenho mostrado pelo atleta.

“Serge é um exemplo de compromisso e envolvimento que dá sequência à história de outros grandes jogadores do basquete espanhol que demonstraram sua vontade de se integrar a nossa cultura por meio do esporte contribuindo para o crescimento do basquete no país”, afirmou o dirigente. “Agora, enviaremos a documentação para FIBA para que analise e dê a permissão final para jogar na seleção”.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.