Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Sem estrelas, Brasil começa luta pelo sonho olímpico na Argentina

Anderson Varejão, Nenê e Leandrinho, seleção de basquete tenta retornar as Olimpíadas após ficar de fora em 2000, 2004 e 2008

Gazeta |

Divulgação
Nenê Hilário, uma das estrelas do time, pediu dispensa e não disputa o Pré-Olímpico
A Seleção Brasileira masculina de basquete começa nesta terça-feira a tentativa de se classificar para os Jogos Olímpicos de Londres-2012 e colocar o País na competição mais importante do esporte mundial pela primeira vez desde Atlanta-1996. Sem Leandrinho e Nenê, que pediram dispensa, e Anderson Varejão, contundido, a equipe estreia no Pré-Olímpico das Américas, em Mar Del Plata, contra a fraca Venezuela, em partida válida pelo Grupo A, às 14h (de Brasília).

Os dois primeiros colocados do torneio na Argentina se garantem em Londres-2012, com a seleção anfitriã aparecendo como favorita a conquistar a primeira vaga. As seleções que ficarem entre a terceira e quinta posições em Mar del Plata classificam-se para o Pré-Olímpico Mundial, em que enfrentam seleções de outros continentes por uma vaga nos Jogos Olímpicos.

"Estamos na reta final de preparação e os jogadores estão trabalhando forte e com muita seriedade, pensando em iniciar favoravelmente o Pré-Olímpico", disse o técnico Rubén Magnano, após a primeira atividade na Argentina, em que o Brasil derrotou o Peñarol, clube local, em jogo-treino.

Na batalha para voltar às Olimpíadas, o Brasil não contará com algumas de suas principais estrelas. Leandrinho e Nenê, astros da NBA, pediram dispensa por motivos pessoais e Anderson Varejão, que também atua na liga norte-americana, está contundido, deixando a responsabilidade para o pivô Tiago Splitter, do San Antonio Spurs, e o armador Marcelinho Huertas, recentemente contratado pelo Barcelona.

Apesar dos desfalques, a Seleção comandada por Rubén Magnano fez uma preparação longa e com vitórias nos amistosos, além do título da Copa Tuto Marchand, em que derrotou Porto Rico, Canadá e República Dominicana, adversários na corrida por uma vaga em Londres.

"Os resultados da preparação ganham ainda mais importância por conta do histórico no Pré-Olímpico. Porto Rico derrotou o Brasil nos Pré-Olímpicos de 1999, 2003 e 2007, quando o País ficou fora das Olimpíadas, e foi superado na Tuto Marchand pela Seleção.

"Fechamos bem a nossa preparação para o Pré-Olímpico. Agora é manter o foco para seguirmos atrás do nosso objetivo em Mar del Plata", avaliou Guilherme Giovannoni, outro destaque da equipe comandada por Magnano.

Além da Venezuela, o Brasil enfrenta na primeira fase em Mar del Plata, Cuba, Canadá e República Dominicana. Os quatro primeiros colocados de cada grupo avançam às quartas de final, em que enfrentam os classificados da outra chave. As seleções que encerrarem a segunda fase nas quatro primeiras posições vão às semifinais, disputadas em confronto simples e responsáveis por definir os finalistas do Pré-Olímpico e classificados a Londres-2012.

Leia tudo sobre: basquetepré-olímpico das américas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG