Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Sem Dwight Howard, Orlando cai diante do Portland dentro de casa

Suspenso por conta do excesso de faltas técnicas, pivô apenas assistiu a derrota do Magic. Blazers vence quarto jogo consecutivo

iG São Paulo |

O Portland Trail Blazers deu início à sua excursão de quatro partidas pelo Leste nesta segunda-feira com o pé direito. Aproveitou-se da ausência do pivô Dwight Howard no Orlando Magic para vencer o rival fora de casa por 89 a 85, conquistando assim sua terceira vitória consecutiva.

O ala-pivô LaMarcus Aldridge foi o cestinha da noite com 24 pontos. Outro jogador fundamental para a vitória do Portland foi o armador Andre Miller, dono de 15 pontos, sete assistências e quatro rebotes. O ala reserva Gerald Wallace ficou a um passo do “double-double”: somou nove pontos e dez rebotes.

Na ausência de Howard, quem assumiu o papel de líder do Orlando dentro de quadra foi o ala Jason Richardson, com 22 pontos e cinco rebotes. O ala Ryan Anderson apareceu com 13 pontos e sete rebotes. O também ala Hedo Turkoglu contribuiu com os mesmos 13 pontos e apanhou cinco rebotes.

Os visitantes largaram na frente ao anotarem seis dos oito primeiros pontos da noite. O Magic reagiu em seguida, mas o Blazers dominou na reta final e venceu o período inicial por cinco pontos (24 a 19).

Getty Images
Andre Miller sobe para a bandeja. Armador foi um dos destaques da vitória do Portland

O enredo do jogo foi o mesmo no segundo período: o time da casa acompanhou o ritmo dos visitantes até os minutos finais, mas perdeu gás no final. Com três minutos restantes para o intervalo, o placar estava empatado em 40 pontos. Porém, o Portland marcou sete dos dez últimos pontos da primeira metade e foi para os vestiários ganhando por 47 a 43.

Mais ligado em quadra no retorno do intervalo, o Blazers chegou a abrir 14 pontos (64 a 50) depois de uma bandeja de Wesley Matthews com quatro minutos e meio por jogar no terceiro período. O Magic, no entanto, não demorou para reagir e voltar a encostar no placar.

Após um tiro de três e dois lances livres certeiros de Ryan Anderson no princípio do último quarto, o Orlando até chegou a assumir a superioridade no marcador. Vencia por 79 a 78 a exatos 7:22 minutos para o desfecho do confronto. Mas o Portland engatou uma corrida de 11 pontos a dois e abriu 89 a 81 com menos de dois minutos para o fim da disputa.

A situação já estava difícil para o Orlando, pois havia pouco tempo disponível para reverter a desvantagem. Ficou ainda mais complicada com o baixo rendimento do ataque nas últimas posses de bola do jogo. O time da Flórida não conseguiu evitar a derrota.

Leia tudo sobre: nbaorlando magicportland trail blazers

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG