Com terceiro quarto avassalador, equipe vence a seleção da Croácia por 79 a 63 e enfrentará a Rússia nas semifinais do Eurobasket

A seleção da República Tcheca é a segunda finalista do Eurobasket feminino. A equipe não teve problemas para superar a Croácia por 79 a 63 e avançar na competição. Esta foi a quinta vitória das tchecas em seis partidas disputadas. Agora, as croatas passam a disputar da quinta à oitava posições.

FIBA Europe / Ciamillo - Castoria
Petra Kulichova pega rebote para República Tcheca
Com 17 pontos, a ala Eva Viteckova foi a principal anotadora da República Tcheca. A pivô Petra Kulichova contribuiu para a vitória com 14 pontos e nove rebotes, enquanto a ala-armadora Katerina Elhotova fez 13 pontos.

Apesar da derrota, a Croácia teve a cestinha do jogo: a ala-armadora Sandra Mandir, com 27 pontos e cinco rebotes. No entanto, nenhuma outra jogadora da seleção conseguiu dígitos duplos de pontuação.

As adversárias da República Tcheca nas semifinais será a Rússia, que bateu Letônia também na tarde desta quarta-feira. As russas foram responsáveis pela única derrota tcheca na competição, por 69 a 55.

O jogo

A República Tcheca esteve no controle das ações desde os primeiros minutos de jogo. Ainda no período inicial, a seleção administrou pequena vantagem e nos cinco minutos finais iniciou uma arrancada no marcador.

Anotando 11 dos 17 pontos convertidos na reta final do quarto, as tchecas chegaram a abrir diferença de dois dígitos, mas, com cestas de Mandir, a Croácia conseguiu uma pequena reação para terminar os 12 minutos inaugurais perdendo por 21 a 14.

A recuperação, porém, ficou no tempo entre os quartos. O segundo período foi iniciado com uma série de 12 pontos da República Tcheca respondidos por apenas um do oponente, o que elevou a vantagem para 17 (32 a 15).

Vendo o jogo escapar, Mandir surgiu novamente para tentar dar emoção ao jogo. Os quatro minutos antes do intervalo foram marcados pela reação croata, que anotou 14 dos 18 pontos finais e foi para os vestiários perdendo por 36 a 29.

Nos quatro minutos inaugurais do terceiro período, a Croácia seguiu mantendo o jogo equilibrado e não permitindo nova escapada das tchecas. Faltando pouco menos de cinco minutos, Mandir anotaria uma cesta derrubando a diferença para cinco pontos (45 a 40), a menor desde o primeiro quarto.

Deste ponto até o fim do período, a vida das croatas tornou-se um horror. Sofrendo 22 pontos sem conseguir anotar sequer um, viram a diferença alargar-se assustadoramente e chegar a 67 a 40. A Croácia melhorou no quarto final, mas não chegou a ameaçar a tranquila vitória da República Tcheca, semifinalista da competição.

Basicamente, as tchecas não lideraram as estatísticas do jogo em apenas um fundamento – os lances livres. As assistências (19 a nove) e rebotes (48 a 39) foram aspectos em que a vantagem das semifinalistas foi mais incontestável.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.