Tamanho do texto

Buscando ritmo de jogo para o pré-Olímpico de Mar del Plata, esquadra brasileira sai invicta do torneio

selo

Apesar dos desfalques de Marcelinho Huertas e Tiago Splitter, a seleção brasileira masculina de basquete conquistou, neste domingo, o torneio Super Four, quadrangular disputado na Venezuela. Na partida que valia o título, venceu os anfitriões por 78 a 63, com 19 pontos de Guilherme Giovannoni.

Antes, o Brasil já havia vencido seus dois primeiros jogos com facilidade. Fez 84 a 48, na sexta-feira, contra o Panamá, e depois bateu Cuba por 81 a 60, pela segunda rodada, no sábado.

"Viemos à Venezuela para conseguir ritmo de jogo e atingimos essa meta. Melhor ainda que isso ocorreu com três resultados positivos e o título do Super Four. O grupo vem crescendo gradativamente e temos agora mais 20 dias de trabalho para buscar o melhor estágio e chegar bem preparado a Mar del Plata", comenta Giovannoni, em relação ao Pré-Olímpico que será realizado na Argentina e que começa no final do mês.

A seleção disputou a competição com apenas nove jogadores que tiveram que se revezar em quadra. Marcelinho Huertas foi liberado para resolver problemas particulares na Espanha - comenta-se que ele vai assinar com o Barcelona -, e Augusto, Paulão e Rafael não puderam jogar porque não houve ainda acordo entre o clube deles, o Málaga, e a CBB (Confederação Brasileira de Basquete) a respeito do seguro obrigatório.

O Brasil volta à quadra na quinta-feira, em São Paulo, para um amistoso contra o México. O jogo acontece a partir das 20h, no clube A Hebraica, com entrada franca. No sábado, contra o mesmo adversário, a partida será no Paulistano, ao meio dia. O ingresso, desta vez, será trocado por 1kg de alimento não perecível.