Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

São Caetano extingue equipe feminina de basquete

Prefeitura irá avaliar o custo das modalidades esportivas profissionais. Apenas três, com patrocínio externo, sobreviveram

Gabriel Fuhrmann, iG São Paulo |

A prefeitura de São Caetano extinguiu a maioria das modalidades esportivas profissionais da cidade. As únicas sobreviventes foram aquelas com patrocínio externo, como o atletismo, a ginástica olímpica e o futebol de salão masculino.

Com a atitude, a equipe de basquete feminino de São Caetano, que disputa a LBF, também foi extinta. O time ocupa a última colocação do torneio com apenas uma vitória em dez jogos. Essa exceção aconteceu no dia 20 de novembro, quando a equipe superou o Joinville por 71 a 52.

MF2
São Caetano, de branco, em partida contra o Ourinhos
“As equipes foram fechadas em um primeiro momento”, disse Mauro Roberto Chekin, secretário de esportes e turismo de São Caetano. “Temos um prazo de 30 a 45 dias para avaliar o custo/beneficio. Será que vale a pena manter o investimento na equipe de basquete para ter um desempenho pífio? Esse dinheiro pode ser aplicado em outra modalidade, que poderá ter um rendimento melhor. Vamos avaliar a situação”.

Apesar da decisão da prefeitura, Chekin confirma que o time disputará a liga até o fim: “A nossa equipe vai disputar os jogos normalmente, mesmo no período em que a continuidade do projeto estará sobre questão”.

O São Caetano ainda tem mais três jogos pela LBF, que serão disputados nos dias 22, 24 e 29 de janeiro.

Cerca de 720 atletas devem ficar desempregados com a atitude da prefeitura, entre eles os medalhistas olímpicos e pan-americanos Carlos Honorato e Edinanci Silva, do judô, e Diogo Silva, do taekwondo.
 

Leia tudo sobre: LBF

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG