Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

San Antonio cai diante do Houston e perde sexta partida seguida

Em má fase, Spurs registra maior jejum de vitórias desde a temporada 1996/97, quando perdeu os seis últimos jogos do campeonato

iG São Paulo |

O jejum de vitórias do San Antonio Spurs ficou ainda maior nesta sexta-feira. Jogando fora de casa, foi batido na prorrogação pelo Houston Rockets por 119 a 114 e acumulou sua sexta derrota consecutiva. O pivô brasileiro Tiago Splitter marcou quatro pontos e pegou um rebote em apenas quatro minutos de atuação.

O San Antonio não ficava tanto tempo sem vencer desde a temporada 1996/97. Naquele campeonato, perdeu todos os seis últimos compromissos que realizou. Ainda assim, a equipe permanece líder geral da NBA, com 57 vitórias e 19 derrotas. Já o Houston é o nono colocado no Oeste e segue na briga por uma vaga aos playoffs.

Sete atletas do Rockets pontuaram em duplo dígito. O principal deles foi o ala-armador Kevin Martin, cestinha do jogo com 33 pontos. Os dois jogadores que formaram a dupla titular de garrafão da equipe também apareceram bem e registraram “double-double”: o pivô Chuck Hayes teve dez pontos e 12 rebotes, enquanto o ala-pivô Luis Scola somou 21 pontos e 14 rebotes.

O grande destaque do Spurs foi o armador francês Tony Parker, com 31 pontos e seis assistências. O ala-pivô Tim Duncan marcou 23 pontos e apanhou 13 rebotes. Já o ala-armador argentino Manu Ginobili fez os mesmos 23 pontos, além de sete rebotes e seis assistências.

Com a mão calibrada, o armador Kyle Lowry marcou dez pontos ao longo dos 12 primeiros minutos da partida e liderou o Rockets à vitória parcial ao final do primeiro quarto por 31 a 27. As equipes se revezaram algumas vezes na liderança no decorrer do período seguinte, mas o time local conseguiu se manter na ponta e foi para o intervalo oito pontos à frente (64 a 56).

Decorridos cerca de seis minutos na segunda metade, Luis Scola converteu dois lances livres que deram ao Houston 11 pontos de superioridade (79 a 68) – a maior vantagem de uma equipe sobre a outra no confronto. Em seguida, Tony Parker comandou uma reação dos visitantes, que conseguiram entrar no último quarto a apenas dois pontos do empate (87 a 85).

O equilíbrio tomou conta do jogo nos 12 minutos finais, com os times próximos no marcador o tempo todo. Restando 18 segundos para o fim, o San Antonio vencia por um ponto (107 a 106) e tinha a posse de bola quando Tim Duncan sofreu uma falta. O ala-pivô acerto o primeiro tiro, mas desperdiçou o segundo.

O erro custou caro, pois o Houston ficou com o rebote e chegou à igualdade. O arremesso certeiro de Kyle Lowry a três segundos do encerramento da disputa empatou a partida em 108 pontos e a levou à prorrogação.

O jogo continuava bem disputado durante os cinco minutos do tempo-extra. Perdendo por três pontos (117 a 114) a 28 segundos do fim, Parker arriscou uma bola de três que deixaria o marcador novamente em igualdade, mas não teve sucesso.

O time então veio para a defesa e precisava anular o ataque adversário para seguir com chances na partida. Mas a sete segundos do fim, Tim Duncan cometeu uma falta em Kevin Martin. O ala-armador converteu seus dois lances livres, estendeu a liderança para cinco pontos (119 a 114), garantiu o triunfo dos mandantes e irritou Gregg Popovich, técnico do Spurs, que demonstrou sua raiva atirando a prancheta no chão.

As duas equipes retornarão às quadras no domingo e atuarão dentro de suas respectivas casas. O San Antonio terá o Phoenix Suns como adversário. Já o Houston joga contra o Atlanta Hawks.

Leia tudo sobre: san antonio spursnbahouston rockets

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG