Equipe deixou escapar vantagem conquistada nos primeiros quartos, mas contou com cesta do argentino no lance final

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882774736&_c_=MiGComponente_C

Jogando em casa, o San Antonio Spurs venceu o Milwaukee Bucks por 92 a 90 nesta quarta-feira. A vitória só veio no último segundo de jogo, quando Manu Ginobli acertou o arremesso para delírio dos torcedores que lotaram o AT&T Center do Texas.

O ala-armador argentino anotou 26 pontos no jogo, convertendo nove de 13 arremessos. O armador Tony Parker contribuiu com 16 pontos e oito assistências. O brasileiro Tiago Splitter jogou apenas quatro minutos. Tempo suficiente para o ala-pivô marcar dois pontos e dar uma assistência.

Pelo Bucks, Chris Douglas-Roberts marcou 21 pontos. Andrew Bogut, por sua vez, foi destaque defensivo do jogo. Ele deu sete tocos e pegou seis rebotes. No ataque, o pivô anotou 15 pontos, deu quatro assistências e apanhou um rebote (totalizando sete). O ala-pivô Drew Gorden saiu do banco para anotar 20 pontos e 11 rebotes.

AP
Manu Ginobli faz a cesta da vitória com a marcação de Luc Richard Mbah a Moute

Esta foi a sexta vitória consecutiva do Spurs na temporada. O time tem a melhor campanha da NBA com 21 triunfos e apenas três derrotas. Para o Milwaukee, perder significou a quebra de uma série de três sucessos seguidos.

O San Antonio venceu do começo ao fim. A equipe abriu vantagem nos primeiros minutos e manteve a liderança até o final do primeiro período: 25 a 20. No segundo, o Spurs esteve arrasador: com arremesso certeiro de Tim Duncan, o time colocou dois dígitos de vantagem no placar em menos de cinco minutos (35 a 24). A diferença só aumentou e no intervalo a equipe do Texas vencia por 51 a 35.

Na segunda metade do jogo, poucos poderiam imaginar que o Bucks pudesse igualar o marcador. Os visitantes iniciaram uma reação no terceiro período. Liderado por Bogut, que foi essencial na defesa, o Milwaukee venceu por oito pontos o quarto e diminuiu a diferença para 71 a 63.

A reação do time de Wisconsin continuou no último. A torcida ficou apreensiva quando Gorden empatou a partida em 90 a 90 com apenas um tapinha na bola para que ela caísse na cesta. Ginobli teve uma bandeja bloqueada por Bogut logo em seguida e deu a chance para o Bucks virar o marcador e ficar à frente pela primeira vez no confronto.

Drew Gorden teve a chance de colocar os visitantes na frente a dez segundos do fim, mas não acertou o tapinha, após erro de Luc Richard Mbah a Moute. No estouro do cronômetro, Ginobli evitou Bogut para anotar a cesta que garantiu a vitória do Spurs.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.