Tony Parker comandou triunfo do Spurs com 19 pontos e sete assistências. Tiago Splitter jogou por menos de um minuto e não pontuou

O San Antonio Spurs conseguiu mais um bom resultado nesta sua maratona de nove jogos consecutivos que faz fora de casa. Nesta segunda-feira, a equipe do Texas bateu o Detroit Pistons por 100 a 89 e alcançou sua terceira vitória consecutiva.

Tiago Splitter ficou em quadra por menos de um minuto. O pivô brasileiro não pontuou, mas conseguiu pegar um rebote em exatos 45 segundos de ação pelo San Antonio.

O grande comandante da vitória da equipe visitante foi o armador francês Tony Parker, dono de 19 pontos e sete assistências. A dupla titular de garrafão também foi muito bem: o jovem DeJuan Blair somou 18 pontos e 12 rebotes, enquanto o veterano Tim Duncan registrou dez pontos e dez rebotes.

O Detroit teve o cestinha da partida: o ala-armador Will Bynum, que saiu do banco para anotar 21 pontos. O pivô calouro Greg Monroe teve mais uma boa atuação nesta sua temporada de estreia ao marcar 14 pontos e apanhar 13 rebotes. Mas o desempenho da dupla não foi suficiente para evitar a derrota dos mandantes.

A boa pontaria do Spurs foi fundamental para o sucesso do time no encontro. Foram 37 acertos em 70 arremessos disparados, o que resulta num aproveitamento de 52,9%. O Pistons converteu somente 43,4% dos seus chutes. Nas bolas de três, novamente a superioridade dos visitantes ficou evidente: dez tiros certeiros contra apenas três do rival.

Duncan disputa posse de bola com Monroe
AP
Duncan disputa posse de bola com Monroe

O San Antonio ainda foi melhor nos rebotes (45 a 35) e nos tocos (5 a 2). Poderia ter conquistado o triunfo de maneira ainda mais tranquila se não tivesse abusado dos desperdícios – cometeu 14, contra somente seis do Detroit.

Durante a metade inicial, nenhum time conseguiu abrir distância confortável em relação ao seu adversário. Uma bandeja de Tony Parker com pouco menos de três minutos restantes no primeiro quarto deu cinco pontos de liderança para o Spurs (24 a 19). O Pistons, no entanto, não permitiu que a vantagem ficasse maior do que isso e voltou a igualar o jogo.

Com cerca de quatro minutos para o encerramento da primeira metade, foi a vez de os mandantes abrirem cinco pontos (48 a 43), após uma cesta de Monroe. Mas a exemplo do que aconteceu anteriormente, a reação não tardou a aparecer. O San Antonio não só buscou a diferença como foi para o intervalo com um ponto de superioridade (52 a 51).

Aos poucos, o Detroit foi ficando para trás durante a segunda metade. O fato de ter anotado apenas 38 pontos ao longo dos dois últimos quartos contribuiu bastante para que isso ocorresse.

A cesta de Bynum a seis minutos e meio do encerramento do jogo mantinha o jogo aberto, pois apenas dois pontos separava a equipe local do empate àquela altura (80 a 78). Mas o Spurs rapidamente conteve a reação do oponente ao novamente abrir vantagem segura no marcador e confirmou a vitória.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.