Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Rose brilha e Chicago consegue vencer o Boston Celtics

Jovem armador anotou 36 pontos e evitou que o Bulls sofresse a terceira derrota seguida. Pistons bateu Sixers na prorrogação

João Henrique Olegario, IG São Paulo |

O Chicago Bulls conseguiu uma importante vitória. Jogando em casa, a equipe venceu o Boston Celtics por 90 a 79 e impediu a terceira derrota consecutiva no campeonato.

Para vencer, o Bulls contou com ótima atuação de Derrick Rose. Com 36 pontos, o jovem armador foi o principal nome da vitória do Chicago. Carlos Boozer colaborou com um "double-double" (22 pontos e dez rebotes).

A vitória do Bulls encerrou uma série de quatro triunfos seguidos do Boston. A boa atuação de Paul Pierce (21 pontos), não foi suficiente para dar ao melhor time da Conferência Leste o 29ª resultado positivo no campeonato.

Além da boa atuação de Rose, outra resposta para a vitória do Bulls foi a atuação da defesa. O Chicago permitiu apenas 37% de acerto de ataque ao Celtics.

O jogo

AP
Rajon Rondo briga pela bola com Taj Gibson do Chicago Bulls
O Boston dominou as ações no começo do jogo. Dividindo a pontuação entre os titulares, a equipe abriu nove (17 a 8) logo nos primeiros seis minutos.

Contudo, o ataque do Celtics parou. Foram quatro minutos sem anotar pontos. O "apagão" permitiu a virada do time de Chicago que assumiu o controle do placar pela primeira vez já no minuto final. Nos segundos finais o Celtics, mas o Bulls venceu a parcial por 22 a 21.

O segundo quarto foi parecido com o primeiro. O Celtics começou melhor e liderou o placar na metade inicial. Contudo, permitiu nova virada ao Chicago. O responsável foi Carlos Boozer. O jogador anotou sete pontos seguidos para colocar sua equipe à frente.

Mais equilibrado, o Bulls tomou conta do placar nos minutos finais do primeiro tempo. Com 16 pontos de Derrick Rose, o time de Chicago foi para o intervalo em vantagem de quatro tentos (46 a 42).

Mesmo com aproveitamento inferior (40% contra 45%), o Celtics reagiu na terceira parcial. O time de Boston melhorou na defesa e permitiu apenas 14 pontos ao Bulls nos primeiros dez minutos e liderou boa parte do quarto. Contudo o Chicago melhorou e retomou o controle do placar nos segundos finais.

Sem conseguir anotar pontos por três minutos, o Celtics viu sua desvantagem aumentar para sete. O Bulls se aproveitou da instabilidade do Boston e colocou a diferença entre as equipes pela primeira vez na casa de dez pontos (80 a 70).

Sem força no ataque, o Celtics viu o Chicago controlar bem a vantagem. Rose inspirado manteve o Bulls com tranquilidade no comando do placar até o final.

Pistons bate Sixers na prorrogação

O Detroit Pistons precisou de prorrogação, mas superou o Philadelphia 76ers por 110 a 101 na noite deste sábado. A equipe chegou a estar perdendo por três pontos nos segundos finais, mas venceu por 112 a 109.

Após ter controlado boa parte do jogo, o Sixers viu sua vantagem desaparecer após um tiro certeiro de Austin Daye. Na prorrogação, a equipe entrou abalada. Foram três minutos sem pontuar e oito pontos seguidos para o Pistons (quatro deles do herói do tempo normal).

A equipe ainda reagiu e chegou a reduzir a desvantagem para apenas um ponto. No entanto, o Sixers não conseguiu evitar a 22ª derrota na temporada.

Com o revés, o Philadelphia viu a sua colocação na zona de classificação para os Playoffs ameçada pelo Milwaukee Bucks que venceu o New Jersey Nets. Apenas uma partida separa as duas equipes.

Para vencer, o Pistons contou com ótimas atuações de Tyshaun Prince (23 pontos) e Greg Monroe (16 pontos e 13 rebotes vindo do banco de reservas). Com o resultado, a equipe quebrou uma série de três derrotas.
 

Leia tudo sobre: Derrick RoseChicago Bulls

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG