Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Reunião termina sem acordo e locaute será instalado na NBA

Negociações trabalhistas entre dirigentes e jogadores não avançam e as atividades da liga serão paralisadas a partir desta sexta

iG São Paulo |

Dirigentes e jogadores da NBA se reuniram nesta quinta-feira em Nova York para uma última tentativa de estabelecer um novo acordo coletivo de trabalho. As negociações continuaram emperradas e não houve consenso entre as partes. O locaute será instalado a partir desta sexta e a realização da temporada 2011/12 está sob ameaça.

O encontro desta quinta teve cerca de três horas de duração. Billy Hunter, diretor da associação de jogadores, afirmou que os mandatários da NBA fizeram uma proposta financeira que ele julga ter sido “moderada”. Mas não foi suficiente para que os atletas aceitassem firmar um novo acordo.

"É óbvio que haverá o locaute a partir desta noite", disse Hunter. "A diferença entre as exigências dos dois lados é muito grande".

Todas as negociações entre jogadores da NBA, incluindo o período de “free agency” (assédio aos agentes livres disponíveis no mercado), estão suspensas. As partes não chegaram nem perto de um acordo sobre algumas das principais questões do impasse, como o salário dos atletas e a proposta dos dirigentes de implantar um teto salarial inflexível às equipes.

“Nós tentamos evitar o locaute”, declarou Matt Bonner, ala-pivô do San Antonio Spurs e um dos membros do comitê executivo da associação de jogadores. “Infelizmente, não conseguimos chegar a um acordo”.

Hunter admitiu que há chances de as partes se reunirem para tentarem resolver o problema em duas ou três semanas.

David Stern, presidente da NBA, também lamentou que o locaute tenha ocorrido. Mas avalia que a situação sobre um novo acordo coletivo de trabalho evoluiu com o decorrer das reuniões. “Nós fizemos algumas movimentações bastante significativas desde a primeira proposta”.

Os encontros futuros terão como objetivo evitar que a paralisação na liga se estenda e atrase o início do campeonato como ocorreu na temporada 1998/99, quando cada equipe fez apenas 50 jogos durante a fase de classificação. Lembrando da situação de 13 anos atrás, Stern não vê as negociações atuais em um estágio mais avançado do que quando o último locaute foi declarado.

"Nós não estamos mais próximos (do que no mesmo momento de 1998)", avaliou. "E, na verdade, isso me preocupa".

Leia tudo sobre: basquetenbalocaute

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG