Tamanho do texto

Armador do Milwaukee Bucks disse que jamais revelaria qualquer tipo de ofensa no Twitter. Garnett pediu desculpas

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861873740&_c_=MiGComponente_C

Kevin Garnett causou polêmica ao chamar o ala-pivô Charlie Villanueva, do Detroit Pistons, de paciente com câncer. Villanueva revelou a ofensa em seu Twitter e a mídia teceu muitas críticas ao jogador do Celtics. Nesta quinta-feira, o armador Brandon Jennings, do Milwaukee Bucks, disse que também já trocou suas farpas com Garnett.

O jovem jogador, no entanto, assegurou que jamais publicaria o teor das ofensas no Twitter. Segundo ele, o que acontece dentro de quadra morre dentro de quadra.

Getty Images
Com personalidade forte, Jennings diz que já trocou farpas com Garnett

Pessoalmente eu não diria nada à mídia sobre a troca de farpas (conhecida nos EUA como trash-talk). No ano passado eu e o KG discutimos, mas eu não tuitaria isso contando o que ele disse, pois não é do interesse de ninguém, completou.

Aos 21 anos, Jennings está na sua segunda temporada na NBA. Em 2010/11, ele vem com médias de 14,0 pontos, 4,4 rebotes e 7,6 assistências por noite.

Pedido de desculpas
A ofensa de Kevin Garnett a Charlie Villanueva repercutiu no mundo todo. Consciente do erro, o ala-pivô do Boston Celtics pediu desculpas e disse que nunca seria insensível à corajosa luta enfrentada por pacientes com câncer.

Perdi entes queridos para esta doença mortal e tenho um membro da família que passa por tratamento, contou por meio de comunicado. Nunca diria nada de mau gosto. O jogo da vida é muito maior que uma partida de basquete, completou.

Segundo Garnett, ele dirigiu a seguinte fala ao jogador do Pistons: você é um câncer para seu time e para a nossa liga.

Getty Images
Para Kevin Garnett, episódio com Villanueva foi um mal entendido

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.