Tamanho do texto

Armador do Chicago avalia que é necessário encontrar maneiras de passar pela marcação do Miami e acertar mais suas infiltrações

Derrick Rose encontrou bastante resistência da defesa do Miami Heat na derrota sofrida pelo Chicago Bulls na quarta-feira, no segundo jogo da final da Conferência Leste. O armador, eleito o melhor jogador da temporada , acertou apenas sete arremessos dos 23 que arriscou no confronto. Deixou a quadra com 21 pontos e a sensação de que o rendimento não foi bom.

“É duro”, desabafou Rose, para em seguida refletir sobre o que é necessário fazer para ajudar o Bulls no próximo jogo: “Preciso continuar atacando a cesta. Sei que é difícil, pois eles contam com jogadores que costumam dar tocos, como Joel Anthony e Chris Bosh. Mas eu tenho que encontrar uma maneira de chegar à cesta”.

Rose não foi o único jogador do Chicago com problemas para pontuar na derrota de quarta contra o Miami . O aproveitamento do time foi de apenas 34,1% de arremessos convertidos. A atuação do sistema ofensivo frustrou Tom Thibodeau, que cobrou dos seus comandados um melhor trabalho de bloqueio no ataque e afirmou que espera ver Rose voltar a ter sucesso em suas investidas.

“Todos os times o pressionaram o ano inteiro, ele sabe o que precisa fazer”, comentou Thibodeau sobre Rose. “Ele vai estudar, ele está preparado. Ele precisar ser agressivo e finalizar melhor, o que normalmente é um dos seus pontos fortes”.

A derrota dentro de casa obriga o Bulls a vencer pelo menos uma partida em Miami na série. Rose diz saber o que é necessário para que a vantagem do mando de quadra na disputa seja readquirida.

“Ela virá se nós acertarmos nossos arremessos”, decretou. “Se convertermos os chutes, eles não vão poder conter todo mundo. Especialmente se Luol Deng, Kyle Korver e Ketih Bogans estiverem em um ritmo bom”.

O terceiro confronto entre Heat e Bulls, que disputam uma vaga na decisão, será disputado em Miami neste domingo.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.