Jogadora deve participar de competições nos Estados Unidos durante período de treinos da seleção se fechar com o Seattle Storm

Vipcomm
Depois de pedir dispensa do Pré-Olímpico, Iziane pode ficar de fora também das Olimpíadas de Londres
A ala Iziane deve ficar fora da seleção brasileira feminina de basquete novamente, desta vez nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 . A jogadora negocia um contrato com o Seattle Storm, atual campeão da WNBA, para receber o teto salarial da competição norte-americana e não participaria do período de treinamentos da equipe nacional para as Olimpíadas .

Deixe seu recado e comente com outros torcedores

O técnico Luiz Cláudio Tarallo deve convocar em abril a seleção para dois meses de treinamentos antes das Olimpíadas , período em que a competição norte-americana será disputada. Desse modo, Iziane , que atualmente defende o Maranhão na Liga de Basquete Feminino, precisaria abrir mão do contrato de 101 mil dólares anuais do Storm para defender o time nacional.

Relembre: Iziane pede dispensa e Brasil define grupo para o Pré-olímpico

"O que eu estou vendo neste momento é a parte financeira. Só o prestígio não vai pagar minhas contas no final do mês. Mas ainda não tomei a decisão final. Com certeza farei o que for melhor para mim", disse a jogadora, cestinha da LBF, ao jornal Folha de S. Paulo .

Leia mais notícias sobre basquete no iG Esporte

Se retornar ao Storm - a ala defendeu o time entre 2005 e 2007 - Iziane ficará fora da seleção em Olimpíadas pela segunda vez consecutiva. Em 2008, ela se recusou a entrar em quadra durante um jogo do Pré-olímpico e foi cortada pelo técnico Paulo Bassul do grupo que foi a Pequim.

No ano passado, a ala não atendeu à convocação para o Pré-olímpico para seguir defendendo o Atlanta Dream na WNBA, ao contrário do que fez sua companheira Érika. No mês seguinte, ela disputou os Jogos Pan-americanos de Guadalajara , já que o calendário da competição não entrava em conflito com o da liga norte-americana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.