Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Playoffs das semifinais da LBF começam neste sábado

Americana encara Ourinhos, enquanto Santo André tem Catanduva pela frente. As séries serão disputadas no sistema melhor-de-cinco

iG São Paulo |

As semifinais da Liga de Basquete Feminino terão início neste sábado com a abertura das séries de playoff melhor-de-cinco entre as quatro equipes que ainda seguem na disputa. Às 14h, Americana recebe Ourinhos, com transmissão ao vivo do SporTV 2. O outro confronto acontece em Santo André, às 18h, com a equipe local medindo forças com Catanduva.

A campanha de Americana na primeira fase beirou a perfeição. Das 14 partidas que disputou, a equipe comandada por Luiz Augusto Zanon venceu 13. Grande parte deste sucesso deve-se à eficiência da defesa – melhor da competição, com média de apenas 58,3 pontos sofridos por jogo.

A liderança na fase de classificação rendeu o passaporte para as semifinais sem a necessidade de disputa das quartas-de-final. A história com Ourinhos foi diferente: com campanha de sete vitórias e sete derrotas, ficou em quarto lugar e precisou bater Mangueira nos playoffs de quartas-de-final por dois jogos a zero para se garantir nas semifinais.

Os números e o fato de ter levado a melhor sobre o seu oponente nos dois confrontos diretos que já ocorreram na competição dão o favoritismo a Americana. Mas Zanon não espera vida fácil neste duelo e elogiou bastante o adversário.

Divulgação
Carina, atleta de Catanduva
“Ourinhos foi o time que mais evoluiu ao longo do campeonato, principalmente com a chegada do novo técnico, da volta de peças importantes como a ala Fernanda Beling, recuperada de contusão, e da entrada de um reforço importante como a pivô cubana Plutin”, lembrou o treinador de Americana.

Antonio Carlos Barbosa, técnico de Ourinhos, também prevê partidas equilibradas e confia muito nas chances de vitória das suas comandadas: “Nosso time vem crescendo e atualmente pode jogar de igual para igual com qualquer adversário. O primeiro passo para se chegar ao título é acreditar que ele é possível. E nós acreditamos”.

A outra semifinal coloca frente a frente os dois times de melhor ataque da liga. Catanduva marca 85,1 pontos por partida, exatamente sete pontos a mais do que a média do Santo André (78,1).

O desempenho destas duas equipes durante as 14 rodadas da fase de classificação foi bastante parecido: Santo André venceu 12 compromissos, contra 11 vitórias de Catanduva. Este triunfo a mais garantiu à equipe do ABC paulista a vice-liderança da competição e, por consequência, a vaga direta nesta fase.

Pior para Catanduva, que precisou passar pelas quartas-de-final. Contudo, não teve a menor dificuldade para despachar Joinville, com duas vitórias bastante tranquilas.

Santo André fez uma campanha perfeita no segundo turno, vencendo todos os seus sete compromissos. Ganhou também os dois últimos jogos do turno inicial, somando assim nove partidas de invencibilidade. A última derrota ocorreu no dia 27 de novembro, justamente contra Catanduva – 83 a 64 fora de casa.

A cubana Ariadna, segunda cestinha da competição com 17,1 pontos por jogo, acredita que o período de descanso que Santo André teve enquanto Catanduva duelava com Joinville acabou sendo benéfico para o time.

“Foi bom para colocarmos em dia a parte física e corrigir defeitos nos treinamentos, o que não vínhamos podendo fazer por causa da sequência de jogos”, analisa Ariadna. “Trabalhamos bastante a parte defensiva, porque diante de adversários como Catanduva, Americana e Ourinhos não se pode facilitar”.

Leia tudo sobre: catanduvaourinhosamericanalbf

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG