Time paulista sofre reação no fim depois de ter aberto 20 pontos, mas leva a melhor no tempo-extra e evita a eliminação

O Pinheiros segue vivo no NBB. Nesta terça-feira, a equipe paulista jogou dentro de casa contra o Brasília e venceu na prorrogação por 99 a 92. A vitória evitou a eliminação dos locais, visto que o time da capital federal entrou em quadra vencendo a série por 2 a 0 e garantiria a vaga na final em caso de novo triunfo.

O ala Marquinhos Vieira foi o principal anotador do Pinheiros com 27 pontos, sendo 16 deles provenientes da linha de lance livre. Além disso, pegou cinco rebotes e deu três assistências. O norte-americano Shamell Stallworth, que também é ala, somou 23 pontos, quatro rebotes e quatro assistências. Outro atleta com boa atuação pelos mandantes foi o pivô Bruno Fiorotto, com 13 pontos e oito rebotes.

O grande nome do Brasília foi o ala-pivô Guilherme Giovannoni, que registrou um “double-double”: 29 pontos e dez rebotes. O armador Nezinho dos Santos ficou bem perto de também atingir o duplo dígito em dois fundamentos, contabilizando 15 pontos e nove assistências. Já o ala Alex Garcia apareceu com 17 pontos e quatro rebotes.

O jogo

As duas equipes iniciaram a partida errando bastante no ataque. O Pinheiros terminou o primeiro quarto com vantagem mínima (16 a 15). Com Marquinhos inspirado e o bom rendimento do reserva Thiaguinho Melo, os mandantes melhoraram ofensivamente no período seguinte e conseguiram disparar. No intervalo, venciam por 12 pontos (44 a 32).

O jogo parecia já estar definido na metade do terceiro quarto. Os paulistas seguiam com domínio absoluto das ações e chegaram a elevar a superioridade no marcador para a casa dos 20 pontos.

Marquinhos Vieira comanda ataque do Pinheiros. Ala anotou 27 pontos na partida
João Pires/Divulgação
Marquinhos Vieira comanda ataque do Pinheiros. Ala anotou 27 pontos na partida
Mas Guilherme e Nezinho comandaram a reação do Brasília, que aos poucos foi reduzindo a diferença em relação ao rival e encerrou o terceiro quarto oito pontos atrás (68 a 60). O bom momento continuou no período seguinte e os visitantes restabeleceram o equilíbrio na disputa.

A virada aconteceu a um minuto e meio do fim. O arremesso convertido por Arthur Belchor colocou o Brasília à frente por (83 a 82). Marquinhos foi para a linha do lance livre em seguida, acertou os dois tiros e voltou a deixar o Pinheiros em vantagem (84 a 83). Depois, foi a vez de Alex chutar lances livres. O ala dos visitantes, no entanto, acertou somente um dos seus dois tiros. Assim, a partida estava empatada em 84 pontos com 20 segundos restantes.

O Pinheiros ainda teve a última posse de bola da partida, mas não aproveitou. A defesa adversária marcou bem o arremesso de Thiaguinho no fim, levando o jogo para a prorrogação. No tempo-extra, o time da casa foi bem melhor e não teve grandes dificuldades para assumir o controle do placar e confirmar a vitória.

O quarto jogo da série será na sexta-feira, em Brasília. Uma vitória dentro de casa garante a vaga na decisão dos atuais campeões do NBB.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.