Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Phoenix leva a melhor sobre o Houston em duelo decidido no fim

Arremesso errado de Brad Miller no último segundo define vitória dos mandantes. Hakim Warrick e Vince Carter comandam o Suns

iG São Paulo |

Em partida emocionante, que colocou frente a frente duas equipes que seguem com esperanças de classificação aos playoffs na Conferência Oeste, o Phoenix Suns superou o Houston Rockets dentro de casa por 113 a 110.

Hakim Warrick substituiu o lesionado Channing Frye no quinteto inicial do Phoenix e deu conta do recado. O ala-pivô teve sua maior pontuação da carreira ao marcar 32 pontos e ainda pegou oito rebotes. O ala Vince Carter teve os mesmos 32 pontos e apanhou seis rebotes. Já o pivô reserva Marcin Gortat registrou um “double-double”: foram 13 pontos e 16 rebotes para o polonês.

O Houston também entrou em quadra desfalcado de seu ala-pivô titular. Isso porque Luis Scola sofreu uma lesão no joelho esquerdo na partida anterior e não pôde entrar em quadra nesta noite. Foi a primeira vez que o argentino ficou de fora de um jogo desde que entrou na NBA.

Seu substituto foi Jordan Hill, que teve atuação apagada: seis pontos e três rebotes. Quem mais se destacou pelo time texano foi o armador Kyle Lowry, dono de 32 pontos e quatro assistências. Já o ala reserva Patrick Patterson colaborou com 18 pontos e cinco rebotes.

Foi após uma cesta de Patterson que o Rockets abriu 11 pontos de diferença no segundo quarto (45 a 34), com pouco mais de cinco minutos para o intervalo. Foi a maior vantagem de uma equipe sobre a outra no confronto, que teve os times se revezando na liderança do marcador 11 vezes.

A resposta do Phoenix não demorou para acontecer. O time do Arizona restabeleceu o equilíbrio ainda antes do intervalo e foi para os vestiários perdendo por apenas dois pontos (50 a 48). Daí em diante, as duas equipes seguiram próximos no placar até o final da partida.

Quando restavam 14 segundos para o encerramento do jogo, Kyle Lowry acertou uma bola de três e deixou o Houston a apenas dois pontos do empate (112 a 110). Em seguida, uma falta foi rapidamente cometida sobre Steve Nash. O armador canadense, um dos melhores arremessadores de lance livre da NBA, acertou seu primeiro tiro, mas não converteu o segundo.

O rebote ficou nas mãos de Brad Miller, que partiu para o ataque e tentou um arremesso no último segundo para levar a partida para a prorrogação. No entanto, a bola lançada pelo pivô não caiu, definindo assim o resultado em favor dos mandantes.

Leia tudo sobre: phioenix sunshouston rocketsnba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG