Técnico do Lakers isentou jogador de culpa e afirmou que ninguém sabe ao certo quando é que ele volta a jogar

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854329276&_c_=MiGComponente_C

O técnico Phil Jackson começa a perder a paciência com a situação do pivô Andrew Bynum. Depois da partida contra o Indiana Pacers no último domingo (derrota por 95 a 92), o treinador do Los Angeles Lakers deixou bem claro que está frustrado com o que acontece neste momento.

Bynum fez uma cirurgia no joelho em julho passado e até agora não reuniu condições para voltar. Por conta disso, Pau Gasol e Lamar Odom estão jogando mais tempo do que o planejado, o que está desgastando os dois mais do que o previsto.

Depositamos muito de nossas fichas de que Bynum voltaria rapidamente; depois em 15 de novembro; depois no Thanksgiving (Dia de Ação de Graças); depois quando pegamos a estrada etc. O fato é que nós não sabemos quando ele volta.

Isso foi dito no domingo passado. Na segunda-feira, P-Jax, como é conhecido o técnico do Lakers, fez questão de dizer que não está contrariado com o jogador, mas sim com a situação: As coisas não estão acontecendo do jeito que a gente queria. É um problema, porque nós teremos uma série de jogos agora e isso acontece. Três, três jogos e meio em uma semana.

E prosseguiu: Nesta primeira parte da temporada, nós fizemos um jogo a cada dois dias. E agora estamos aqui, com um monte de jogos nas nossas costas e (Gasol) tem jogado muitos minutos. Isso tem tirado um pouco da nossa eficiência.

Jackson fez questão de ressaltar que Bynum ter se esforçado demais nos treinamentos. Ele é um trabalhador muito disposto, disse o treinador. Não tenho a menor dúvida disso.

Na temporada passada, quando o Lakers foi campeão em cima do Boston Celtics, Bynum teve médias de 15,0 pontos e 8,3 rebotes por partida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.