Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Orlando massacra Minnesota em casa por mais de 40 pontos

Magic teve mais uma ótimo desempenho defensiva e ganhou com facilidade; Charlotte venceu pela primeira vez na temporada

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861850856&_c_=MiGComponente_C

O Orlando Magic recebeu a visita do Minnesota Timberwolves e massacrou o adversário. Venceu por 128 a 86 graças à excelente atuação na tábua defensiva: limitou o ataque do oponente a um aproveitamento de apenas 33,3% nos arremessos de quadra.

O domínio nos rebotes (56 a 40) e nas assistências (26 a 11) também ajuda a explicar a facilidade com que o Orlando chegou ao triunfo. Além disso, forçou o rival a 18 desperdícios de posse de bola ao longo da noite.

AP
Dwight Howard tenta bloquear o arremesso de Darko Milicic; foram oito tocos na noite

O ala Vince Carter marcou 20 pontos e deu sete assistências. Mas o grande destaque do Orlando no jogo foi o pivô Dwight Howard, que ficou próximo de um triplo-duplo: registrou 18 pontos, 16 rebotes e oito tocos.

Além da dupla, mais cinco atletas do Orlando pontuaram em duplo dígito: o ala-armador J.J. Redick (10), os alas Rashard Lewis (11) e Ryan Anderson (19), o ala-pivô Brendon Bass (19) e o pivô Marcin Gortat (12).

O melhor jogador do Minnesota no início de temporada teve mais uma boa atuação. Ele atende pelo nome de Kevin Love e marcou 22 pontos e nove assistências. Já o ala Michael Beasley, que machucou o quadril na última partida, não jogou.

A partida foi decidida logo no primeiro quarto. Os visitantes até impuseram certa resistência nos minutos iniciais, mas o Orlando anotou 20 dos 24 últimos pontos do primeiro período e abriu vantagem de 37 a 19 no marcador.

Daí em diante, a diferença no placar foi ficando cada vez mais elástica. O Magic teve um desempenho ofensivo ainda melhor no segundo quarto, tendo anotado 41 pontos. Dessa forma, foi para os vestiários com vitória parcial por 78 a 45.

O massacre foi ficando cada vez mais expressivo ao longo dos dois últimos quartos. A liderança do time da casa atingiu as quatro dezenas no início do quarto período, quando os titulares já eram preservados pelo treinador Stan Van Gundy para a próxima partida.

Charlotte vence a primeira

AP
Charlotte, de Tyrus Thomas, conquistou a primeira vitória na temporada

O Charlotte Bobcats enfrentou o New Jersey Nets fora de casa e levou a melhor. Ganhou por 85 a 83 e finalmente conquistou uma vitória, após ter perdido os três primeiros confrontos que realizou.

Perdendo por dois pontos nos últimos segundos, a equipe da casa ainda teve a chance de empatar e mandar o jogo para a prorrogação. Mas o armador Devin Harris, o pivô Brook Lopez e o ala Travis Outlaw não conseguiram fazer com que a bola entrasse na cesta.

Os alas Boris Diaw e Gerald Wallace foram os destaques do Charlotte. O primeiro foi o cestinha do jogo com 24 pontos. Já o segundo alcançou o duplo-duplo: 20 pontos e 11 rebotes.

Pelo lado do Nets, Harris teve 19 pontos e oito assistências e apareceu muito bem. Já Lopez somou 17 pontos e seis rebotes.

Leia tudo sobre: basquete - nba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG