Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

New Orleans bate Washington e volta a vencer após duas partidas

Mesmo com os 30 pontos do armador Nick Young, Wizards não conseguiu chegar à primeira vitória como visitante na temporada

iG São Paulo |

Após ter perdido seus dois compromissos anteriores, o New Orleans Hornets se reencontrou com a vitória nesta terça-feira. Atuando dentro de casa, bateu o Washington Wizards por 97 a 89.

Esta foi a sexta derrota consecutiva do Washington. A equipe da capital norte-americana segue sem vencer no campeonato quando atua como visitante: perdeu todos os 25 jogos que disputou longe de casa.

O ala-pivô Jason Smith, que ocupou a vaga no quinteto inicial aberta após a lesão de Emeka Okafor, comandou a pontuação do New Orleans. Com nove arremessos certeiros em 11 tentados, marcou 20 pontos. Pegou ainda cinco rebotes e roubou duas bolas.

O armador Chris Paul apareceu com 15 pontos, nove assistências, cinco rebotes e duas bolas recuperadas. Já o ala-pivô David West somou dez pontos e oito rebotes.

Mesmo sem ter conseguido evitar a derrota do Washington, o armador Nick Young destacou-se e foi o cestinha da partida com 30 pontos. O ala-pivô Andray Blatche também teve boa atuação ao anotar 21 pontos e apanhar nove rebotes. O armador John Wall, em contrapartida, fez uma exibição discreta: foram quatro pontos, sete assistências e seis rebotes para o calouro.

AP
Jason Smith sobe para a enterrada

Houve muito equilíbrio durante o início do confronto. O Wizards vencia por quatro pontos (26 a 22) após uma cesta de três pontos de Young com 44 segundos restantes no primeiro quarto. Mas o Hornets engatou um ritmo muito forte no final, anotando sete pontos consecutivos, e conseguiu finalizar o período à frente (29 a 26).

Apesar de os visitantes terem lutado bastante e até terem conseguido se aproximar do rival no marcador no final da partida, a liderança não mudou de lado em nenhum outro momento a partir daí.

O Hornets impôs uma defesa forte sobre o adversário no segundo quarto, tanto que sofreu apenas 18 pontos. E como as coisas também funcionavam bem para o time da casa ofensivamente, a vantagem atingiu os dois dígitos ao final da primeira metade do duelo (55 a 44).

Na volta dos vestiários, o controle do jogo seguiu nas mãos do New Orleans, que manteve distância segura em relação ao adversário. Com pouco menos de nove minutos por jogar, David Andersen fez uma cesta que deixou o placar em 85 a 68 em favor dos mandantes. Era a maior vantagem do time no confronto.

O Wizards bem que continuou lutando e até conseguiu limar parte da desvantagem. Mas não teve forças nem tempo para ameaçar o resultado positivo do Hornets.

Leia tudo sobre: washington wizardsnew orleans hornetsnba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG