Treinador da seleção brasileira destaca os 12 desperdícios de posse de bola que o time teve a mais do que o adversário

O Brasil teve a série de três vitórias consecutivas no Mundial Sub 19 interrompida nesta terça-feira com a derrota sofrida diante da Austrália por 63 a 57 . José Alves Neto, técnico da seleção, atribui o resultado negativo ao excesso de desperdícios de posse de bola cometidos pelos seus comandados na partida.

“Hoje, prevaleceram os erros”, disse Neto. “Tivemos 20 e o adversário oito. Não dá pra ganhar um jogo com esse número. Taticamente, tentamos tudo, mas eles souberam jogar contra a gente, estão de parabéns”.

Dono de 19 pontos, Raulzinho Neto foi o cestinha do Brasil no confronto. O armador destacou a instabilidade apresentada pela equipe, que chegou a abrir nove pontos de vantagem no segundo quarto, mas permitiu o empate antes do intervalo e ficou atrás no marcador durante os minutos finais.

“Nosso time veio bem preparado, mas oscilou e deu umas caídas”, afirmou o atleta. “Eles jogam bastante fisicamente e aproveitaram nossos erros, resultando na vitória. Perdemos esse jogo, mas amanha temos outra disputa importante que nos leva à próxima fase”.

A disputa citada por Raulzinho é o jogo desta quarta-feira contra a Argentina, o terceiro e último da segunda fase do Mundial . Uma vitória carimba o passaporte do time brasileiro às quartas de final da competição.

Para o jogo decisivo diante dos rivais sul-americanos, tudo o que Neto espera é que a equipe não repita o número excessivo de ataques desperdiçados. “Agora, vamos focar nesta partida para não cometermos os mesmos erros”, declarou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.