Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Nenê faz 11 pontos no massacre do Denver sobre o Phoenix

Depois de um fraco início de jogo, Nuggets dominou os três últimos períodos da partida e conquistou a vitória com muita facilidade

iG São Paulo |

O Denver Nuggets colocou um ponto final na sua série de derrotas consecutivas que já durava três partidas. Nesta terça-feira, recebeu a visita do Phoenix Suns e venceu com facilidade por 132 a 98. O pivô brasileiro Nenê Hilário fez 11 pontos e pegou quatro rebotes nos exatos 25:32 minutos em que atuou.

Carmelo Anthony parece ter entrado em quadra despreocupado com os rumores sobre uma possível transferência. O ala teve um “double-double” ao marcar 28 pontos e pegar dez rebotes. Só não foi o cestinha da noite porque o ala-armador Aaron Afflalo fez 31 pontos, além de ter apanhado nove rebotes.

Steve Nash foi o principal jogador do Phoenix. O armador canadense somou 15 pontos e sete assistências. O ala Vince Carter fez os mesmos 15 pontos e coletou seis rebotes.

O Nuggets teve aproveitamento nos arremessos de 55,7%, índice muito superior aos 36,8% do seu oponente. Além disso, o time do Colorado foi superior nos rebotes (47 a 40), nas assistências (30 a 16) e nos tocos (6 a 4).

AP
Carmelo Anthony sofre a falta de Josh Childress no ato do arremesso
Quem assistiu o primeiro quarto do confronto, dificilmente imaginava que a partida teria o desfecho que teve. Isso porque o Phoenix foi amplamente superior nos 12 minutos iniciais de disputa e venceu o período por 32 a 20. Até a defesa, que costuma ser o ponto fraco da equipe do Arizona, funcionou bem.

Mas o Denver compensou a baixa produtividade ofensiva no quarto seguinte, quando anotou 44 pontos. O ótimo rendimento do ataque permitiu que os mandantes virassem o jogo e terminassem a primeira metade ganhando por 64 a 55.

A situação do jogo não mudou no retorno para o segundo tempo. O Nuggets seguiu dominando completamente o Suns nos dois lados da quadra, tanto ofensivamente como defensivamente, e levou a sua vantagem para a casa das três dezenas (102 a 72) ao final do terceiro quarto.

Com o resultado já definido, os dois treinadores colocaram os reservas em quadra para a disputa do último período. Completamente perdido no jogo, o Phoenix nem sequer conseguiu deixar a derrota um pouco menos elástica e viu o Denver assegurar o triunfo com extrema facilidade.

Leia tudo sobre: denver nuggetsnenê hiláriophoenix sunsnba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG