Tamanho do texto

David Stern, presidente da liga, afirmou que apenas oito das 30 franquias vão fechar no azul. Próxima temporada pode não ocorrer

Getty Images
Comissário David Stern, presidente da NBA
O presidente da NBA, comissário David Stern, disse na quinta-feira que a liga terá um faturamento bruto nesta temporada de US$ 4 bilhões (cerca de R$ 6,3 bilhões). No entanto, ele afirmou uma vez mais que a estrutura financeira da liga tem que mudar.

“Nós ainda estamos inclinados a perder, coletivamente, algo em torno de US$ 300 milhões, o que é inferior aos US$ 370 milhões de há alguns anos e dos US$ 340 milhões do ano passado”, disse Stern. “Mas precisamos encontrar um sistema que seja bom para ambas as partes”.

O atual acordo termina no dia 30 de junho próximo. As partes estão distantes nas negociações para a renovação, o que leva a crer que não haverá a próxima temporada.

Stern afirmou também que brevemente a NBA vai apresentar nova proposta para a associação dos jogadores.

Adam Silver, vice-presidente da NBA, afirmou que os jogadores ficam com 57% da renda bruta. O que a liga vai propor, entre outras coisas, são os mesmos 57%, mas da renda líquida, pois as deduções são grandes. Silver afirmou que há algumas deduções fora do bruto que os proprietários estão autorizados a fazer.

Segundo Silver e Stern, o salário médio de um jogador da NBA é de US$ 5 milhões por temporada. O que se comenta é que as franquias querem uma redução de um terço deste valor. Por conta do atual sistema, segundo os executivos, apenas oito dos 30 times vão fechar a temporada no azul.

Entrevistado nesta sexta-feira pela ESPN durante a partida entre New York e Boston, no Madison Square Garden, Stern afirmou que está “esperançoso” quanto ao futuro. “Não confiante, mas esperançoso”, disse ele.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.