Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

NBA confirma reunião com atletas durante o ¿All-Star Weekend"

Associação dos jogadores afirma, no entanto, que donos de franquias e a liga temem falar com os astros

iG São Paulo |

Ao contrário do que disse o vice-presidente da NBPA (Associação de Jogadores da NBA) e ala-armador do Atlanta Hawks, Maurice Evans, donos das franquias e jogadores irão negociar o novo acordo salarial durante o “All-Star Weekend”.

 

Tim Frank, assessor da NBA, informou nesta quinta-feira que uma reunião para decidir o assunto será feita entre os dias 18 e 20 de fevereiro, quando ocorre o “All-Star Weekend”.

Adam Silver, vice-comissário da NBA, afirmou que realmente o encontro não foi marcado ainda, mas que os donos das franquias estão abertos para sentar e conversar com os atletas.

“A associação (de jogadores) pediu uma reunião e sempre esteve interessada em conversar durante o ‘All-Star Weekend’, pois é quando os jogadores estão livres”, disse Dan Wasserman, assessor da associação dos jogadores.

Reprodução
David Stern é o presidente da NBA
Na última quinta-feira, Evans afirmou que a suposta recusa dos proprietários em fazer a reunião durante o evento comemorativo é porque eles “têm medo” de falar com as grandes estrelas da liga. “É fácil falar comigo, com Derek Fisher e outros jogadores da associação, mas eles temem falar com LeBron (James), Kobe (Bryant), (Kevin) Garnett, jogadores deste nível”, afirmou Evans. “Não dá para mentir para estes caras, olhar nos olhos deles e dizer que precisa diminuir os salários, que o modelo não está funcionando e tudo mais”.

O comissário David Stern, presidente da NBA, disse em outubro que os proprietários querem reduzir os gastos com salários em cerca de US$ 800 milhões anuais.

O atual acordo salarial expira no dia 30 de junho e se atletas e proprietários não chegarem a um acordo em fevereiro, é provável que haja greve na próxima temporada. Jogadores não acreditam que seja necessária tamanha redução salarial.

Os atletas fizeram greve no campeonato de 1998/99 exatamente por causa de um impasse semelhante ao atual. O acordo demorou para acontecer e a competição acabou reduzida de 82 para 50 jogos em sua fase de classificação.

 

 

Leia tudo sobre: NBA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG