Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Mike Krzyzewski diz que vai recusar convite para treinar o Lakers

Técnico da Universidade de Duke e que também comanda a seleção dos EUA afirma que dirá "não" caso seja procurado pela franquia

iG São Paulo |

Quando Phil Jackson deixou o Los Angeles Lakers pela primeira vez, em 2004, Mike Krzyzewski, técnico da Universidade de Duke e da seleção dos EUA, foi procurado pelo time angelino para ser o substituto.

Getty Images
Mike Krzyzewski, técnico da Universidade de Duke
Krzyzewski, na época, agradeceu o convite e disse não. O que se noticiou na ocasião é que o Lakers teria oferecido um contrato de cinco anos e US$ 40 milhões. A oferta teria partido de Mitch Kupchak, gerente geral do Lakers.

Nesta quarta-feira, Coach K, como Krzyzewski é chamado, disse que sua resposta será a mesma de há sete anos se for novamente procurado pelo Lakers. Ou seja: obrigado, mas não.

Segundo o site da ESPN dos EUA, Kobe Bryant, capitão e principal jogador do Lakers, teria ligado para Coach K tentando demovê-lo da ideia de dizer não uma vez mais à franquia da Califórnia. Kobe foi jogador de Krzyzewski no Pré-Olímpico de Las Vegas, em 2007, e nos Jogos Olímpicos de Pequim, no ano seguinte.

“Eu nunca pensei em sair de Duke para ir para outra universidade”, disse Krzyzewski. O treinador, no entanto, afirmou ter recebido três convites de times da NBA que o fizeram pensar no assunto. Além do próprio Lakers, Coach K foi procurado pelo Boston Celtics, em 1990, e pelo Portland Trail Blazers, em 1994. “Mas não posso desistir do que tenho feito em Duke”, justificou Krzyzewski.

No começo deste ano, Phil Jackson voltou a reafirmar que vai se aposentar ao final desta temporada. Se Coach K disser mesmo não, é provável que Brian Shaw, auxiliar de P-Jax, seja efetivado como treinador principal.

Leia tudo sobre: mike Krzyzewskinbalos angeles lakers

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG