Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Miami Heat convoca torcedores para cantar o hino dos EUA

Objetivo da franquia no jogo desta terça contra o Boston é homenagear os soldados que capturaram e mataram Osama Bin Laden

iG São Paulo |

Contrariando longa tradição nos eventos esportivos nos EUA, o Miami Heat anunciou nesta segunda-feira que não irá chamar ninguém para cantar o hino norte-americano antes da partida diante do Boston Celtics, marcada para esta terça-feira. A ideia da franquia é que os 20 mil torcedores que forem à American Airlines Arena cantem o hino.

Tudo por conta do momento em que o país vive após o anúncio da morte do líder da Al Qaeda, Osama Bin Laden, morto por tropas norte-americanas no Paquistão. O Heat, como tem sido costume nos últimos tempos, abre as portas de sua arena para soldados norte-americanos que voltam para casa depois de cumprirem missão no exterior.

O time já homenageou soldados que estiveram no Iraque e no Afeganistão. E nesta terça-feira, a direção da franquia anunciou que esta será uma homenagem aos soldados norte-americanos que mataram Bin Laden.

Nesta segunda-feira, a NBA determinou que todos os ginásios tenham detectores de metais manuais. A liga teme por retaliações por parte dos terroristas por causa da morte de Bin Laden.

O jogo entre Miami e Boston desta terça-feira está marcado para as 20h de Brasília. O Heat venceu a primeira partida por 99 a 90 e lidera a série por 1 a 0. Quem primeiro ganhar sete partidas se classifica para as finais do Leste.

O outro da conferência coloca frente a frente Chicago Bulls e Atlanta Hawks. A primeira partida acontece nesta segunda-feira, as 21h de Brasília.

 

Leia tudo sobre: NBAMiami Heat

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG