Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Miami atinge nona vitória seguida no reencontro com a sua torcida

Dwyane Wade foi o grande destaque do Heat, que bateu o Hornets em casa e aumentou a sua série invicta

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882644760&_c_=MiGComponente_C

Após uma sequência de quatro partidas como visitante, o Miami Heat voltou a atuar no seu ginásio nesta segunda-feira e se deu bem. Venceu o New Orleans Hornets por 96 a 84 e atingiu a sua nona vitória consecutiva.

Eleito o melhor jogador da Conferência Leste na última semana, Dwyane Wade teve mais uma grande atuação. O ala-armador foi o cestinha do jogo com 32 pontos e ainda pegou cinco rebotes. O ala-pivô Chris Bosh atingiu um double-double ao marcar 23 pontos e pegar 11 rebotes. Já o ala LeBron James contribuiu com 20 pontos e sete assistências.

Getty Images
Dwyane Wade foge do toco de Emeka Okafor para fazer a bandeja

O destaque do New Orleans foi o ala-pivô David West, dono de 26 pontos e 12 rebotes no confronto. O armador Chris Paul, por sua vez, apareceu com 11 pontos, oito rebotes e cinco assistências.

As equipes se revezaram na liderança do marcador 16 vezes durante o jogo, e estiveram empatadas em outras 11 oportunidades. Estes números ilustram o equilíbrio que tomou conta da partida, sobretudo na primeira metade.

Wade anotou 24 dos seus 32 pontos durante os dois primeiros períodos. Mas mesmo com o excelente desempenho ofensivo do jogador, o Heat foi para os vestiários com um ponto de desvantagem: 54 a 53.

O jogo seguiu com o placar bem apertado até o último minuto do terceiro período. Foi quando os mandantes iniciaram uma sequência de dez pontos consecutivos que só foi terminar no começo do último quarto. Assim, o time da Flórida abriu 86 a 75 com cerca de dez minutos para o encerramento do confronto.

Daí em diante, o resultado jamais foi ameaçado pelo Hornets. Os visitantes sequer conseguiram voltar a baixar a diferença no marcador para um dígito. Com somente nove pontos marcados no quarto final, apenas assistiram o Miami esticar a sua série invicta para nove partidas.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG