Comandado por Dwyane Wade e Shaquille O'Neal, Heat virou a série após perder os dois primeiros jogos e conquistou o título

Esta não é a primeira vez que Miami Heat e Dallas Mavericks decidem o título da NBA . Em 2006, as duas franquias fizeram a final. O time da Flórida, comandado por Dwyane Wade e Shaquille O'Neal, conseguiu uma virada histórica após ser derrotado nos dois primeiros confrontos e venceu a série por 4 a 2.

Tanto Dallas quanto Miami entraram na temporada 2005/06 como equipes favoritas ao título por conta do desempenho no campeonato anterior. O Mavericks havia caído na segunda rodada dos playoffs após fazer jogos duros contra o Phoenix Suns. Já o Heat foi até a final da Conferência Leste, mas acabou sendo superado pelo Detroit Pistons.

Apesar de contratar os experientes Gary Payton e Jason Williams para a posição de armador, o jogo do Miami seguiu baseado no talento do jovem Wade e na força de O'Neal, tricampeão pelo Los Angeles Lakers no início dos anos 2000. A equipe da Flórida se classificou aos playoffs com a segunda melhor campanha do Leste. O rendimento piorou em relação ao ano anterior, quando o Heat havia vencido cinco jogos a mais e ficado com o primeiro posto.

O Dallas também fez uma boa temporada. Pela segunda vez na história, o time de Dirk Nowitzki havia conquistado pelo menos 60 vitórias na primeira fase. O desempenho classificou a equipe na segunda colocação da Conferência Oeste, atrás apenas do San Antonio Spurs.

Nos playoffs, o Miami passou pelo Chicago Bulls com vitória por 4 a 2 e pelo New Jersey Nets por 4 a 1. Na final do Leste, o Heat deu o troco no Detroit. Com Wade como cestinha nos quatro primeiros jogos, o time da Flórida garantiu vaga na decisão após derrubar o algoz do ano anterior por 4 a 2.

No Oeste, o Dallas "varreu" o Memphis e depois passou com placar de 4 a 2 no clássico texano contra o San Antonio Spurs. Assim como o Miami, o Mavericks teve a chance de dar o troco no algoz de 2005. Com Nowitzki inspirado (50 pontos no jogo cinco), a equipe conseguiu eliminar o Phoenix.

O Dallas tinha a vantagem do mando de quadra na final por ter feito melhor campanha na fase classificatória. Com tranquilidade, fez valer o fator casa. Nowitzki e Jason Terry, os dois únicos atletas que permanecem na equipe até hoje, comandaram as vitórias nos dois primeiros jogos, ambas conquistadas por duplo dígito de vantagem: 90 a 80 e 99 a 85.

A série mudou completamente de cenário quando chegou à Flórida. Com 42 pontos e 13 rebotes, Wade comandou uma apertada vitória ao Miami por 98 a 96 no terceiro jogo da decisão. Na partida seguinte, o ala-armador anotou mais 36 e o Heat venceu tranquilamente por 98 a 74.

O quinto jogo da série, também realizado em Miami, foi decidido apenas nos segundos finais da prorrogação. A exemplo do que havia acontecido em todos os jogos até então, os mandantes prevaleceram. Os 43 pontos de Wade foram fundamentais para levar o Heat à vitória por 101 a 100.

Depois de deixar escapar a liderança na série, o Dallas esperava manter o predomínio dos mandantes na final e vencer os dois últimos jogos para conquistar o título. Mas Wade frustrou os planos da equipe texana. O craque somou 36 pontos, dez rebotes, cinco assistências, quatro roubos de bola e três tocos. A atuação de gala levou o Miami à vitória por 95 a 92 e ao título inédito.

Wade inevitavelmente foi eleito o MVP das finais de 2006. Além dele, apenas três outros atletas que participaram daquela decisão permaneceram em suas equipes: Udonis Haslem, Nowitzki e Terry.

Veja como eram os elencos das duas equipes na decisão de 2006:

MIAMI HEAT
Quinteto inicial: Jason Williams, Dwyane Wade, Antoine Walker, Udonis Haslem e Shaquille O'Neal.
Reservas: Gary Payton, Derek Anderson, Shandon Anderson, James Posey, Jason Kapono, Michael Doleac e Alonzo Mourning.
Técnico: Pat Riley

DALLAS MAVERICKS
Quinteto inicial: Devin Harris, Jason Terry, Josh Howard, Dirk Nowitzki e DeSagana Diop.
Reservas: Darrell Armstrong, Adrian Griffin, Marquis Daniels, Jerry Stackhouse, Keith Van Horn, D.J. Mbenga e Erick Dampier.
Técnico: Avery Johnson

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.