Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Melhor da semana, Howard colhe frutos dos treinos com Olajuwon

Pivô foi até Houston desenvolver parte ofensiva com um dos maiores jogadores da posição de todos os tempos

Luís Araújo, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854286833&_c_=MiGComponente_C

Dwight Howard foi eleito nesta segunda-feira o melhor jogador da semana pela Conferência Leste da NBA. O prêmio não caiu do céu. E nem foi por causa da exuberante forma física do pivô do Orlando Magic. O prêmio veio por conta do trabalho que Howard fez durante as férias.

Além de ter cuidado do corpo, o Super-Homem (como é conhecido) não deixou a quadra de lado. Muito pelo contrário. Durante o último mês de junho, ele esteve no Texas para repetir treinamento com Hakeem Olajuwon ¿ pivô bicampeão com o Houston Rockets em 1994 e 1995 e eleito um dos 50 maiores jogadores da NBA de todos os tempos.

O encontro ajudou de maneira significativa o desempenho pivô do Orlando. Dwight mostra evidente evolução ofensiva neste início de temporada, como provam seus números na última semana, números estes que ajudaram a balizar a escolha do jogador como o melhor do Leste: foram nada menos do que 26,3 pontos de média nos três jogos disputados.

AP
Dwight Howard durante jogo contra o Miami; pivô mostra evolução ofensiva

 
The Dream, como é chamado Hakeem, treinou durante três dias alguns movimentos de ataque com Howard. Trabalhou com o jogador uma série de dribles dentro do garrafão, alguns ganchos e arremessos um pouco mais distantes da cesta.
 
Segundo Howard, os treinos com um dos melhores pivôs da história recente da NBA o motivaram a continuar trabalhando alguns aspectos do seu jogo ofensivo, para que pudesse dar uma contribuição ainda maior ao Orlando nesta temporada.
 
"O trabalho que realizei depois do encontro que tive com ele é que tem me ajudado, afirmou Dwight. Antes do início desta temporada, passei algumas horas no ginásio treinando, fazendo mil arremessos por dia. São coisas assim que me dão confiança".
 
O prêmio desta semana é fichinha perto do que Howard conquistou nas duas últimas temporadas: foi eleito o melhor jogador de defesa da NBA. E é exatamente esta arma poderosa, sua defesa, que vai servir de combustível para o jogo ofensivo de Dwight melhore ainda mais.

"Não tem problema você errar um arremesso se você contribuir com duas ou três coisas positivas na defesa, explicou Olajuwon. Pensar dessa maneira faz com que você chegue no ataque sem pressão.

A série de treinos que ocorreu em junho não foi o primeiro encontro entre os dois. Howard já havia se reunido com Olajuwon durante as finais de 2009, quando o Orlando Magic chegou à decisão da NBA, mas perdeu o título para o Los Angeles Lakers.

Dwight, como se vê, quer mais. Voltou este ano a Houston para treinar com Hakeem. Deve retornar no próximo. A evolução técnica do pivô do Orlando é visível. Ele tem média de 22,6 pontos nos 16 jogos disputados neste início de temporada. É, até o momento, a maior pontuação nestes sete anos da carreira do jogador, que pulou do high school (ensino médio) para a NBA. Ao não passar pelo basquete universitário, deixou de aprender e desenvolver fundamentos básicos da modalidade, entre eles a parte ofensiva, que ele tenta recuperar e reparar agora ao lado de Olajuwon.

Veja abaixo o vídeo em que Hakeem Olajuwon e Dwight Howard contam e explicam como foi o treinamento deste ano em Houston. Uma aula.


 

Leia tudo sobre: basquete - nba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG