Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Magnano: ''Larry tem toda capacidade de defender a seleção''

Treinador diz ter convocado americano por vê-lo acima da média e lamenta indefinição sobre jogadores que atuam na NBA

Luís Araújo, iG São Paulo |

A presença do armador Larry Taylor foi a maior surpresa da lista de convocados para a seleção brasileira . Nesta quarta-feira, o treinador Rubén Magnano justificou a decisão de chamar o norte-americano para o período de preparação da equipe visando o Pré-Olímpico.

“Ele tem toda a condição física, técnica e tática para ser convocado”, disse o técnico. “O Larry é um jogador fisicamente bem dotado para a posição, possui uma defesa aplicada e tem uma quantidade de assistências por jogo interessante”.

Magnano vê em Larry um grande reforço para ajudar a seleção a conquistar a classificação para os Jogos Olímpicos de 2012. Ele defendeu a convocação do americano por julgá-lo diferenciado: “Se tivesse dois jogadores de nível semelhante, um brasileiro e o outro não, é claro que eu escolheria o brasileiro”.

A naturalização do americano, de acordo com Magnano, está bem encaminhada, muito próxima de ser concretizada. Larry não deverá ser problema para o treinador. Por outro lado, ainda há uma grande incógnita sobre a situação dos atletas que atuam na NBA.

“Eu só terei certeza da participação deles no dia 4 de julho (data em que está marcada a apresentação dos convocados)”, afirmou o técnico. “Eu conversei com eles e ninguém fechou a porta. Então, eu fico com a palavra deles”.

Não são apenas as negociações sobre um novo acordo coletivo de trabalho na NBA que trazem incertezas à cabeça de Magnano com relação aos atletas que jogam na liga norte-americana.

O contrato do pivô Nenê Hilário com o Denver Nuggets se encerra ao final deste mês de junho. Além do fato de se tornar um agente livre e ter seu futuro na NBA indefinido, um outro fator faz com que o atleta, mais uma vez, corra o risco de não defender a seleção brasileira.

“Ele tem muita vontade de jogar pelo Brasil, mas será pai em julho e vai ter que resolver essa situação para saber se vai se apresentar ou não”, contou Magnano.

Getty Images
Nenê Hilário: pivô do Denver Nuggets será agente livre e pode desfalcar a seleção
Já Leandrinho Barbosa encerrou a temporada com o Toronto Raptors contundido no pulso. Havia a possibilidade de que o ala-armador tivesse que passar por uma cirurgia para tratar a lesão.

“Eu espero que ele esteja ótimo”, disse Magnano. “Se ele tinha que fazer a operação e não fez, tem que perguntar para ele por que ele não fez”.

A intenção da comissão técnica é chegar à Copa Tuto Marchand – torneio que será realizado em Foz do Iguaçu (Paraná) entre os dias 24 e 26 de agosto – já com o elenco definido para a disputa do Pré-Olímpico.

O fato de ainda não saber com quem de fato poderá contar é tido por Magnano como o maior obstáculo no período de preparação. “Minha preocupação hoje é não conhecer a lista de jogadores que vão se apresentar no dia 4 de julho”, declarou o treinador. “É difícil se preparar sem saber com quais soldados você vai poder contar. Tenho minhas dúvidas hoje, é claro”.

Leia tudo sobre: Rubén MagnanoLarry Taylor

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG