Armador é o oitavo atleta a ser dispensado da seleção pelo técnico argentino

Depois do massacre brasileiro sobre o México neste sábado , por 106 a 50, o técnico argentino Rubén Magnano anunciou o corte do armador Raulzinho. O elenco da seleção, agora com 13 atletas, sofrerá ainda outro corte até sua estreia no Pré-Olímpico das Américas, em 30 de agosto, em Mar del Plata. 

Raulzinho é o oitavo atleta a deixar o grupo comandado por Magnano. Jogadores da NBA, Leandrinho e Nenê pediram dispensa da seleção e nem se apresentaram. Anderson Varejão, por sua vez, foi dispensado logo no início dos trabalhos, ao se apresentar contundido. 

Em seguida foi a vez de Larry Taylor, que não conseguiu a naturalização. Também lesionados, Arthur e Diego deixaram a seleção durante os treinos em São Paulo. E, por fim, o ala/pivô Douglas Nunes foi cortado por Magnano. Com a saída de Raulzinho, o Brasil fica com Marcelinho Huertas, Nezinho, Rafael Luz e Vitor Benite como opções para a armação. 

A seleção brasileira viaja na quinta-feira para Foz do Iguaçu, onde disputará amistoso contra a República Dominicana em 22 de agosto. Entre os dias 24 e 26, participará da Copa Tuto Marchand contra os dominicanos, Porto Rico e Canadá. A estreia no Pré-Olímpico será contra a Venezuela, em 30 de agosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.