Tamanho do texto

Entenda por que todas as atividades da liga estão paralisadas por tempo indeterminado, colocando em risco a temporada 2011/12

O locaute está instalado na NBA . Dirigentes e jogadores se reuniram algumas vezes ao longo das últimas semanas tentando chegar a um novo acordo coletivo de trabalho na liga, mas não houve consenso entre as partes.

Sem o acordo trabalhista, as atividades da NBA estão suspensas por tempo indeterminado. O impasse vai persistir enquanto os jogadores discordarem das mudanças financerias e estruturais propostas pelos dirigentes da liga.

Entenda alguns pontos com relação ao locaute e as possíveis consequências que a falta de acordo podem causar no futuro.

O que acontece no locaute

Todo e qualquer contato dos jogadores da NBA com as respectivas equipes onde atuam acaba. Além disso, eles são impossibilitados de usufruir as instalações dos times, seja para treinar ou tratar alguma lesão. Não é possível ainda contratar agentes livres. Os atletas que ainda têm contrato em vigor com as franquias continuam recebendo salário normalmente, mas outros tipos de benefícios – como os seguros que possibilitam a atuação dos mesmos pelas seleções de seus países – estão suspensos.

Mudanças que os proprietários buscam no acordo coletivo de trabalho

No acordo coletivo anterior, os atletas recebiam 57% da renda relacionada ao basquete. Os proprietários querem baixar esse índice para 50%, alegando um prejuízo de quase US$ 300 milhões ao longo do último ano e o fato de 22 das 30 franquias da liga estarem endividadas.

Outra mudança que os cartolas objetivam é a implementação de um teto salarial inflexível, que não permitiria às equipes excederem o valor determinado.

Distância entre as partes para que se chegue a um acordo

Há um abismo no momento. Além da divisão da renda, os jogadores afirmam que o tempo de duração do novo acordo proposto pela liga, que seria de dez anos, faria com que eles perdessem cerca de US$ 7 bilhões.

Billy Hunter, diretor da associação de atletas
Getty Images
Billy Hunter, diretor da associação de atletas
Quando as negociações terão sequência?

Apesar de Billy Hunter – representante da associação de jogadores – ter revelado que é provável que aconteça um novo encontro em duas ou três semanas, ainda não há uma data oficialmente marcada. Na última vez que ocorreu o locaute, em julho de 1998, as partes só voltaram a conversar em agosto. Esta reunião teve apenas uma hora e meia de duração e não teve nenhum tipo de avanço nas negociações.

Nas duas semanas que precederam o fim do acordo coletivo trabalhista da NBA, aconteceram apenas três encontros, que totalizaram 12 horas de conversas.

Como o impasse pode prejudicar a temporada 2011/12

Os dois exemplos mais recentes de locaute mostram situações diferentes. Em 1995, o impasse demorou apenas 74 dias. Com o acordo naquele ano foi estabelecido em setembro, não houve nenhum tipo de mudança no calendário da liga. Nem em jogos de pré-temporada, nem na temporada regular.

A história em 1998 foi diferente. A NBA decretou o cancelamento dos jogos de pré-temporada quando o locaute atingiu o dia 24 de setembro. A paralisação das atividades seguiu durante os meses seguintes e o novo acordo só foi oficializado no início de janeiro de 1999. O período de negociação com agentes livres e de treinamentos dos times foi reduzido a um período de menos de três semanas e o campeonato foi reduzido a apenas 50 partidas, ao invés das tradicionais 82.

    Leia tudo sobre: nba