Pivô de 39 anos não conseguiu adquirir condições de jogo para disputar os playoffs e continuidade de sua carreira está em risco

O Boston Celtics deu adeus à temporada 2010/11 da NBA na noite desta quarta-feira com a derrota por 97 a 87 contra o Miami Heat . Mesmo sem ter entrado em quadra, a partida pode ter marcado também a despedida do pivô Shaquille O’Neal do basquete profissional.

O jogador de 39 anos ainda tem contrato com o Celtics por mais uma temporada, mas as constantes e insistentes lesões colocam em risco a continuidade da carreira do pivô.

O’Neal não participou do jogo derradeiro de Boston nos playoffs por ter voltado a sentir dores na panturrilha direita , lesionada em abril . O pivô foi desfalque em 40 das últimas 43 partidas disputadas pelo Celtics. Nas séries de mata-mata, o atleta atuou apenas 12 minutos e fez dois pontos.

O técnico Doc Rivers revelou que o veterano sofre com a situação. “Tudo isso tem sido emocionalmente desgastante para ele, mais do que se imagina”, disse. “Ele se sente péssimo porque veio para jogar os playoffs. Não estar em condições para isso o magoou muito”.

Ao anunciar que O’Neal provavelmente não jogaria nesta quarta-feira, Rivers não quis fazer comentários sobre o futuro do pivô. Mas o cenário fez com que fosse lembrado de quando treinou o lendário pivô Patrick Ewing em fim de carreira, no Orlando Magic.

“Eu fui quem tive que dizer: ‘Nós não vamos mais colocá-lo para jogar’”, falou Rivers. “É uma posição horrorosa porque o que faz esses jogadores espetaculares é o orgulho. Mesmo quando quase não conseguem andar, em suas mentes ainda acham que podem mudar um jogo. E, às vezes, você é quem precisa dizer para eles que não podem mais”.

Para o auxiliar técnico do Miami Heat, Keith Askins, é hora do pivô parar. “O tempo deu-lhe uma longa carreira”, disse. “Mas, às vezes, você é forçado a se retirar. Às vezes, você sai por vontade própria. No caso dele, deve ser um pouco dos dois”.

Com o término de sua 19ª temporada na NBA, O’Neal acumula 1207 partidas de temporada regular com médias de 23,7 pontos, 10,9 rebotes e 2,3 bloqueios. O veterano ainda disputou 216 jogos de playoffs na carreira.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.