Tamanho do texto

Jogador foi acusado de não estar comprometido com a seleção brasileira por não participar do Pré-Olímpico

Alexandre Vidal/Fla Imagens
Agora no Flamengo, Leandrinho negou que estaria fazendo "corpo mole"
Fora do grupo brasileiro que conquistou a vaga para os Jogos de Londres-2012 , o ala-armador Leandrinho não sabe se estará entre os convocados para a Olimpíada. Muito criticado, inclusive pelo presidente da Confederação Brasileira de Basquete, Carlos Nunes, por ter pedido dispensa da Seleção no Pré-Olímpico em Mar Del Plata, o atleta garantiu ainda ter vontade de defender o Brasil.

"Cada um fala o que quer e eu vou respeitar. Se eu for ficar fora mesmo, tudo bem, vou torcer por quem estiver lá, de coração. Mas vontade, determinação, raça, de estar em uma Olimpíada, com certeza eu tenho", disse ao Sportv .

Além de Leandrinho, Nenê e Anderson Varejão também pediram dispensa da seleção que garantiu a vaga para Londres-2012. Enquanto o último se apresentou mesmo com lesão e foi cortado, os dois primeiros alegaram motivos particulares e recusaram o chamado.

O presidente da CBB, então, opinou que o grupo que protagonizou a campanha em Mar del Plata tem de ter vaga cativa na Olimpíada, ressaltando, no entanto, que a convocação dos jogadores é uma decisão exclusiva do técnico Ruben Magnano.

"Cada um tem a sua opinião e tem que respeitar. Eu tive os meus motivos e ninguém sabe o que se passou comigo. Gosto muito de basquete e vou estar torcendo do mesmo jeito. Não fui não porque não quis ter ido. Estou há 12 anos na Seleção e sou patriota", garantiu Leandrinho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.