Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Lakers ganha do Minnesota e vence terceira seguida fora de casa

Ala Matt Barnes comandou o triunfo do time californiano: com desempenho perfeito nos arremessos, teve 24 pontos

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859363127&_c_=MiGComponente_C

O Los Angeles Lakers atuou pela terceira vez consecutiva como visitante. E pela terceira vez seguida, conquistou a vitória. A vítima desta sexta-feira (19) foi o Minnesota Timberwolves, que foi batido por 112 a 95.

Os dois principais jogadores do Lakers tiveram boa participação no resultado. Kobe Bryant apareceu com 23 pontos e oito rebotes, enquanto Pau Gasol somou 16 pontos, 14 rebotes e seis assistências.

AP
Kobe Bryant passa por Darko Milicic e faz a bandeja

Mas o grande destaque do time no confronto foi um reserva. O ala Matt Barnes atuou por exatos 23:56 minutos e acertou todos os sete arremessos de quadra que tentou ¿ sendo cinco deles de três pontos. Anotou 24 pontos e ainda teve sete rebotes, seis assistências e dois roubos de bola.

Barnes só não foi o cestinha do confronto porque o ala Michael Beasley marcou 25 pontos pelo Minnesota, além de ainda ter apanhado dez rebotes. Quem também chegou aos dois dígitos em dois fundamentos pela equipe local foi o pivô Darko Milicic: 23 pontos, 16 rebotes e seis tocos.

O Minnesota terminou o primeiro quarto vencendo por um ponto (21 a 20), após uma cesta do armador Luke Ridnour nos segundos finais. Mas o Lakers passou à frente no início do período seguinte e manteve-se em vantagem pelo decorrer da partida. A liderança no intervalo era de dez pontos (51 a 41).

O bom momento de Barnes no terceiro quarto ajudou o Lakers a manter a folga no marcador durante a segunda metade. O ala anotou 15 dos seus 24 pontos nos dois últimos períodos. A liderança chegou aos 25 pontos (100 a 75) depois de dois lances livres anotados por Kobe a sete minutos e meio do fim.

O Minnesota cortou parte da desvantagem na reta final do confronto, quando os dois técnicos já poupavam seus principais jogadores. Conseguiu deixar a sua décima derrota na temporada um pouco menos elástica.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG