Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Lakers bate Phoenix em Los Angeles em jogo de três prorrogações

Times fazem jogo bastante disputado, decidido somente nos segundos finais do terceiro tempo-extra. Kobe Bryant é cestinha da noite

iG São Paulo |

Los Angeles Lakers e Phoenix Suns se enfrentaram na Califórnia nesta terça-feira e fizeram uma das partidas mais equilibradas desta temporada. O jogo teve mais de três horas de duração e só foi decidido após a terceira prorrogação. Quem levou a melhor no final das contas foi o Lakers, que venceu dentro de casa por 139 a 137.

Vice-líder da Conferência Oeste com 51 vitórias e 20 derrotas, o Lakers chega ao seu quinto jogo de invencibilidade. Nos seus 14 últimos compromissos, venceu 13 vezes.

Kobe Bryant foi o cestinha da noite com 42 pontos. O craque do Lakers ficou bem próximo de registrar um “triple-double”, pois pegou 12 rebotes e distribuiu nove assistências no confronto. O ala Lamar Odom somou 29 pontos e 16 rebotes. O ala-pivô Pau Gasol também atingiu o duplo dígito nos dois fundamentos: foram 24 pontos e 13 rebotes para o espanhol no jogo.

O ala-pivô Channing Frye marcou 32 pontos e capturou 14 rebotes para o Phoenix. O pivô polonês Marcin Gortat saiu do banco e colaborou com 24 pontos e 16 rebotes. Já o armador Steve Nash fez 19 pontos e atingiu a impressionante marca de 20 assistências.

Depois de terminar o primeiro quarto perdendo por quatro pontos (31 a 27), o time de Los Angeles melhorou no segundo período, sobretudo ofensivamente. Foi para o intervalo vencendo por 66 a 60.

O Lakers seguiu melhor em quadra no retorno dos vestiários. A cesta de três de Kobe Bryant com pouco menos de cinco minutos restantes no terceiro quarto deu aos mandantes 21 pontos de superioridade (89 a 68). A situação parecia praticamente definida, mas o Phoenix conseguiu reagir e voltar a equilibrar a partida.

Getty Images
Pau Gasol e Kobe Bryant se cumprimentam após o Los Angeles Lakers confirmar a vitória

Apesar de ter cedido o empate em algumas oportunidades ao longo do último quarto, o Lakers tinha a vitória nas mãos com cerca de um minuto para o fim, depois da cesta de Kobe que colocou a equipe seis pontos à frente do rival (112 a 106). Mas Channing Frye e Grant Hill acertaram tiros de longa distância nos ataques seguintes e fizeram com que o Suns igualasse o marcador em 112 pontos.

Kobe tentou definir a situação em favor dos mandantes, mas errou um chute a dez segundos do fim. A bola ficou novamente sob posse do Phoenix, que teve a chance de conquistar a vitória num arremesso de Vince Carter no último segundo. Mas o tiro disparado pelo ala não acertou o alvo. Assim, o jogo foi para a prorrogação.

O equilíbrio seguiu ditando o ritmo da partida no tempo-extra. O Phoenix perdia por três pontos no último segundo (121 a 118). Foi quando Channing Frye sofreu uma falta de Lamar Odom no ato de um arremesso de longa distância. O ala-pivô foi para a linha do lance livre, converteu todos os três tiros e empatou mais uma vez o confronto.

Na segunda prorrogação, a situação se inverteu. Era o Suns quem tinha vantagem nos segundos derradeiros (130 a 128). Mas Pau Gasol foi parado com falta por Marcin Gortat no ataque decisivo do Lakers e foi para a linha do lance livre. Com dois acertos, o espanhol igualou o placar em 130 pontos.

O clima de apreensão persistiu durante quase todos os cinco minutos da terceira prorrogação. A torcida no Staples Center ficou mais aliviada depois de uma cesta de Kobe com 14 segundos para o fim do jogo, que deu ao Lakers quatro pontos de vantagem (139 a 135). O Phoenix ainda converteu sua última posse de bola, mas não foi o suficiente para levar a partida para uma nova prorrogação.

O próximo compromisso do Lakers será na sexta-feira, novamente em Los Angeles, contra o Clippers. Já o Phoenix Suns retorna à ação já nesta quarta: receberá no seu ginásio a visita do Toronto Raptors.

Leia tudo sobre: los angeles lakersnbaphoenix suns

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG